Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A par de Ines de la Fressange e de Caroline de Maigret, Isabelle Huppert honra mais do que a sua nacionalidade quando pisa uma passadeira vermelha. Aos 67 anos, a atriz francesa emana um indecifrável je ne sais quo e conjuga coordenados como se não se esforçasse, fazendo ao mesmo tempo dos básicos uma peça obrigatória no armário. Huppert ora prende o cabelo num coque rápido, ora usa-o solto como se não precisasse de se ver ao espelho. Talvez seja a sua simplicidade ou a atitude laissez-faire que faz dela uma das estrelas mais lendárias do cinema francês com um Globo de Ouro pelo seu papel no recente drama Ela, papel esse que lhe valeu também a chegada à shortlist dos Óscares.

Isabelle Huppert, nomeada para a estatueta de Melhor atriz, interpreta de forma consistente papéis moralmente complexos que quebram barreiras entre personagens e fortalecem colaborações com grandes realizadores. Os prémios arrecadados nos British Academy Film Awards, em Cannes e em Veneza, fazem da atriz uma presença obrigatória em todos os festivais internacionais. No total, acumula cerca de uma centena de filmes desde a sua estreia em 1970 e prepara-se para entrar em seis longas-metragens diferentes durante este ano.

Como ícone de estilo, a atriz francesa veste-se de forma elegante e intemporal com um toque masculino. Isabelle Huppert tem um guarda-roupa estratégico, com roupas que podem ser usadas em qualquer ocasião. Abusa dos fatos de duas peças com uma camisa branca e aposta em vestidos com silhuetas fluidas em tons escuros ou neutros. Pequenos detalhes que, quando conjugados com o ar aristocrático da atriz, valeram-lhe uma campanha para a Givenchy em 2014 e uma capa da The New York Times Style Magazine em 2016. Já com um lugar reservado na primeira fila dos desfiles da Dior e Chanel, Huppert limita-se a um ou dois acessórios e não mostra muito o corpo. No que à maquilhagem diz respeito, é tão prática como subtil: base iluminadora, blush e uma camada de rímel que pode (ou não) ser conjugada com batom vermelho.

Em jeito de antecipação da próxima edição dos Óscares, na fotogaleria percorremos a evolução de estilo da atriz que está nomeada à estatueta de Melhor Atriz Principal ao lado de Emma Stone, Meryl Streep, Ruth Negga e Natalie Portman.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR