O Bayer Leverkusen despediu este domingo o treinador Roger Schmidt, um dia depois da goleada por 6-2 sofrida com o Borussia de Dortmund, adversário do Benfica na Liga dos Campeões de futebol.

A pesada derrota sofrida no sábado acabou por precipitar a demissão de Roger Schmidt, numa época dececionante para o Bayer Leverkusen, que sofreu já 11 derrotas em 23 jornadas do campeonato, ocupando o nono lugar da classificação.

A Liga dos Campeões está também comprometida, depois de o Bayer ter perdido em casa com o Atlético de Madrid por 4-2, na primeira mão dos oitavos de final.

“Tendo em conta a atual situação desportiva, chegámos à conclusão, após uma análise profunda, que a rescisão é uma decisão dolorosa, mas inevitável”, explicou o diretor-administrativo do Bayer, Michael Schade.

Segundo o mesmo responsável, o clube anunciará “a breve prazo”, o sucessor de Roger Schmidt, que estava em Leverkusen desde 2014.