Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O ex-ministro das Finanças britânico George Osborne, que saiu com David Cameron após o referendo do Brexit vai ser diretor do jornal Evening Standard. E também é consultor da maior gestora de fundos do mundo, a Blackrock. E, também, é deputado pelo Partido Conservador.

A notícia já foi confirmada pelo próprio Evening Standard, um vespertino da capital britânica que é propriedade do russo Evgeny Lebedev, que também detém o The Independent. Osborne, que foi ministro dos Finanças até 2016, continua a ser deputado pelo Partido Conservador e foi recentemente contratado como consultor da maior gestora de fundos do mundo, a BlackRock.

“Este é um cargo entusiasmante e desafiante que estou muito feliz por aceitar. O Evening Standard é um jornal excelente, graças ao trabalho duro de Sarah Sands [antiga diretora] e a equipa excelente, e ao investimento dos seus donos”, afirmou Osborne.

“Tendo crescido em Londres, sempre reconheci o Evening Standard como uma instituição que tem um papel enorme na vida da cidade e das pessoas. Agora é uma grande honra poder participar nela como líder da equipa editorial, tornando o Evening Standard a voz definitiva na cidade mais entusiasmante do mundo”, acrescentou o ex-governante.

O proprietário do jornal, o magnata russo Evgeny Lebedev, mostrou-se satisfeito por ter conseguido alguém “com tanta substância”. “Logo que ele se disponibilizou para o cargo, tornou-se a escolha óbvia”, acrescentou o empresário, salientando que Osborne tem uma visão “liberal em temas sociais e pragmática nas matérias económicas, o que coincide com as opiniões de muitos dos nossos leitores”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR