O maior construtor europeu, a Volkswagen , deu os primeiros passos apenas em 1938 e começou com o célebre Carocha, modelo que, se bem que internamente seja referenciado como Type 1, a verdade é que ficou conhecido internacionalmente como Beetle, Bug, Käfer , entre muitos outros. O mesmo aconteceu com o segundo modelo da marca, o Type 2, a que todos chamam Transporter, Kombi, Bus, Camper ou, pura e simplesmente, Pão de Forma.

A apetência por este modelo, verdadeiro símbolo da revolução dos hippies dos anos 60 e fabricado entre 1949 e 1967 (a 1ª geração, ou T1), tem levado o seu preço como usado a disparar para valores tão assustadores quanto irrealistas. Mas se é fã do popular furgão da Volkswagen, disponível em diversas versões, entre as vocacionadas para o transporte de passageiros aos mais virados para deslocar mercadorias, saiba que pode ter um na sua cozinha. E que se vai revelar de grande utilidade agora que o calor aperta.

Na realidade, trata-se de um frigorífico concebido e produzido pelo fabricante esloveno Gorenje, especialista em electrodomésticos e apostado em surfar a moda do Pão de Forma.

O novo frigorífico, que retira de forma mais que óbvia a inspiração em matéria de design do popular veículo dos anos 50, que se tornou um verdadeiro ícone na década de 60 e 70, recorre a tecnologias bastante mais modernas e actuais, denominadas IonAire Technology e DynamiCooling. Mas, sinceramente, isso é que o menos importa para os clientes que vão comprar o frigorífico. Os que o move mesmo é a paixão pelo veículo dos seus sonhos, cuja semelhança com este recente electrodoméstico da Gorenje é total.