A operadora de telecomunicações brasileira Oi, que tem como acionista de referência a Pharol, anunciou esta sexta-feira que arranca na segunda-feira, dia 26 de junho, com o programa de acordo com credores.

A empresa brasileira está em processo de recuperação judicial.

Em comunicado divulgado ao regulador do mercado de capitais brasileiro, a Oi refere que “será iniciado, a partir do dia 26 de junho, o programa para acordo com credores das empresas Oi constantes da relação de credores do administrador judicial, publicada em 29 de maio” último.

Este acordo prevê para o credor da Oi, “cujo crédito for inferior ou igual a 50.000 reais [cerca de 13.422 euros, à taxa de câmbio atual], a antecipação de 90% do valor objeto do programa, mediante a aceitação do acordo (…) no prazo e nas condições previstas”.

Relativamente aos 10% do crédito remanescente, estes “serão recebidos após a homologação do plano de recuperação judicial”, refere a operadora brasileira.

Sobre os credores com crédito superior a 50.000 reais, a empresa adianta que estes também terão o direito de participar no programa para acordo, “caso em que receberá uma antecipação de 50.000 reais, mediante a aceitação do acordo”, sendo que “o excedente do crédito será pago na forma do plano”.

Este programa “beneficiará os credores Oi participantes na medida em que possibilitará a antecipação de parte do valor objeto do programa”, refere a empresa.