MH17

MH17. Suspeitos de terem abatido avião vão ser julgados na Holanda

Os suspeitos de terem causado a queda do avião da Malaysia Airlines, em julho de 2014, vão ser julgados na Holanda. Desconhece-se a data de início do julgamento ou os arguidos envolvidos.

O avião da Malaysia Airlines despenhou-se em junho de 2014, perto de Donetsk Oblast, na Ucrânia

AFP/Getty Images

Os suspeitos de terem causado a queda do avião da Malaysia Airlines, que viajava de Amesterdão para o Kuala Lumpur, em julho de 2014, vão ser julgados na Holanda, anunciou esta quarta-feira em comunicado o ministro dos Negócios Estrangeiros holandês, Bert Koenders, num processo que descreveu como sendo baseado “na cooperação e apoio internacional”.

“Graças ao tratado com a Ucrânia”, que integra a equipa conjunta de investigação (JIT, na sigla inglesa) “vai ser permitir que a acusação inclua todas as vítimas”. “Isto é importante, uma vez que as vítimas são provenientes de 17 países diferentes dos cinco continentes”, explicou Bert Koenders, sem nunca adiantar o nome dos suspeitos. A investigação, liderada pela Holanda, ainda está a decorrer, e por isso não é possível avançar para já com uma data para o início do julgamento.

O avião da Malaysia Airlines despenhou-se a 17 de julho de 2014 perto de Donetsk Oblast, na Ucrânia, depois de ter interrompido as comunicações a 40 quilómetros da fronteira com a Rússia. A queda do voo MH17 provocou a morte de 298 pessoas, 196 das quais de nacionalidade holandesa.

O incidente, que aconteceu numa altura em que se travava uma batalha pelo controlo da região, foi investigado por uma equipa liderada pela Holanda, e na qual participatam também a Austrália, Bélgica, Malásia e Ucrânia. O relatório final, divulgado em 2016, concluiu que o sistema de mísseis terra-ar usado para abater o avião da Malaysia Airlines era russo, estava localizado na Rússia e tinha sido enviado para a Ucrânia a pedido de rebeldes separatistas ucranianos apoiados por Moscovo.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rcipriano@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)