Os protestos contra o Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, já provocaram 100 mortos desde o início de abril, anunciou esta sexta-feira o Ministério Público venezuelano.

A centésima morte foi de um jovem de 15 anos, morto na quinta-feira durante uma manifestação no Estado de Zuila (oeste do país), durante a greve geral de 24 horas convocada pela oposição.