563kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Fundador do Facebook é pai pela segunda vez e partilha carta sobre "o mundo no qual espera que a filha cresça"

Este artigo tem mais de 5 anos

"Só se é criança uma vez, por isso não gastes a infância a preocupares-te muito com o futuro". É assim que Zuckerberg e Priscilla Chan dão as boas vindas à filha: com uma carta publicada no Facebook.

O casal já tinha uma filha, Maxima -- a quem chamam Max -- nascida em 2015
i

O casal já tinha uma filha, Maxima -- a quem chamam Max -- nascida em 2015

Mark Zuckerberg/Facebook

O casal já tinha uma filha, Maxima -- a quem chamam Max -- nascida em 2015

Mark Zuckerberg/Facebook

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, e sua mulher, Priscilla Chan, foram pais pela segunda vez de mais uma menina, a quem chamaram August. O casal anunciou o nascimento da filha através de uma carta que publicaram esta segunda-feira no Facebook.

Eu e a Priscilla estamos muito felizes por receber a nossa filha August! Escrevemos-lhe uma carta sobre o mundo no qual esperamos que cresça, esperando também que não cresça rápido demais”, pode ler-se na introdução à carta.

Na carta, Zuckerberg e Priscilla Chan mostram-se pais “otimistas” em relação à geração da filha e ao futuro. O casal fala ainda sobre a infância e de como “o mundo pode ser um lugar sério”. “É por isso que é importante arranjar tempo para ir para a rua brincar”, acrescentam ainda os pais.

O casal já tinha uma filha, Maxima — a quem chamam Max — nascida em 2015. Chan e Zuckerberg também escreveram uma carta a Max quando ela nasceu semelhante à de August: sobre o mundo no qual eles esperam vê-la crescer, com avanços na ciência, tecnologia e acesso à educação.

Mark Zuckerberg vai ser pai pela segunda vez

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.