Os trabalhadores da Autoeuropa iniciam esta terça-feira um dia de greve contra os novos horários de três turnos e trabalho aos sábados que terá início às 23h30 e termina à meia noite de quinta-feira.

Segundo fonte sindical, os cerca de 3.000 trabalhadores que participaram nos plenários realizados na segunda-feira aprovaram uma resolução a confirmar a rejeição dos novos horários e a realização da greve convocada.

As compensações financeiras prometidas pela administração da Autoeuropa, um adicional de 175 euros por mês e mais um dia de férias para além das regalias previstas na legislação para o trabalho por turnos, não foram suficientes para demover os trabalhadores da Autoeuropa, que não aceitam a obrigatoriedade do trabalho ao sábado.