Pornografia Infantil

Irmão do assassino de Las Vegas foi detido por suspeita de 20 crimes de pornografia infantil

Irmão do atirador de Las Vegas foi detido por suspeitas de estar ligado a 20 crimes de pornografia infantil. Entre as suspeitas incluem-se posse de 600 imagens de menores e exploração sexual infantil.

A Polícia de Los Angeles deteve na quarta-feira um dos irmãos de Stephen Paddock (o atirador de Las Vegas que atirou sobre 58 pessoas) por mais de 20 crimes ligados a pornografia infantil. Os crimes remontam ao ano de 2014, de onde se inclui a posse de mais de 600 imagens de menores e outros 19 crimes por tentativa de exploração sexual. A investigação não está relacionada com o crime ocorrido em Las Vegas pelo seu irmão Stephen.

As autoridades começaram a investigar Bruce, pouco tempo depois do tiroteio do irmão, depois de terem sido encontradas provas de um negócio considerado suspeito, do qual fazia parte. A polícia deteve-o em North Hollywood e escolheu divulgar no seu relatório a imagem do suspeito por considerar que podem existir outras “vítimas de incidentes que não foram denunciados”.

Bruce está detido sob uma fiança avaliada em 60 mil dólares (cerca de 50 mil euros). Um porta voz da polícia afirmou ao Los Angeles Times que a investigação começou antes de ter acontecido o tiroteio em Las Vegas. O homem já tinha cadastro criminal por outros pequenos crimes, como assaltos, condução sem licença ou vandalismo, cometidos nos últimos 25 anos.

Bruce Douglas Paddock — o irmão de Stephen — tinha condenado várias vezes o massacre feito pelo seu irmão, no início do mês de outubro. Como conta o El Español, Bruce, de 59 anos, dizia, na altura, aos vários media locais que estava surpreendido com o que se tinha sucedido e que acreditava que o irmão apenas possuía um par de armas. A investigação acabou por demonstrar que o ataque de Stephen tinha sido planeado, ou não tivesse sido encontrado um verdadeiro arsenal de armas de fogo.

Nos dias seguintes ao massacre de Vegas, foi o pai de ambos, Benjamin Hoskins Paddock, a estar na mira, isto porque Benjamin esteve durante oito anos na lista de criminosos mais procurados do FBI. O homem dedicava-se a assaltar bancos e era descrito como “psicopata” diagnosticado com “tendências suicidas”.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)