A empresa Sonangol desmentiu a exoneração de Isabel dos Santos da presidência da empresa. Porta-voz de Isabel dos Santos também afirma ao Observador que a empresária e filha do ex-Presidente José Eduardo dos Santos se mantém na presidência da empresa.

A RTP tinha avançado com a informação de que Isabel dos Santos tinha sido exonerada esta sexta-feira do cargo de presidente do Conselho de Administração da petrolífera Sonangol, pelo Presidente da República de Angola, João Lourenço, citando uma nota da presidência angolana, que, segundo a Sonangol, será falsa.

Também esta sexta-feira, uma nota publicada no site oficial do Governo de Angola informa que foram exonerados da empresa de ferro angolana, Ferrangol, o presidente do conselho de administração, Diamantino Pedro Azevedo, os administradores João Diniz dos Santos, Kayaya Kahala e Rosa de Jesus Faria de Assis Sousa Araújo e o administrador executivo Romero Artur Ribeiro. João Lourenço nomeou para presidente João Diniz dos Santos — antigo administrador — e para administradores Romeu Artur Ribeiro, Djanira Alexandra Monteiro dos Santos, Kayaya Kahala – que já ocupava o cargo, anteriormente — Henriques Kiaku Simão.