Opel

Ampera-e já era. E a culpa é da GM, acusa a Opel

Opel e General Motors estão de costas voltadas, com a primeira a apontar o dedo à segunda, pela subida acentuada no preço do Ampera-e, na Europa. O eléctrico fica tão caro, que será difícil vendê-lo.

Autor
  • Francisco António

Até aqui com pouca expressão no mercado europeu, o eléctrico Opel Ampera-e, versão europeia do norte-americano Chevrolet Bolt EV, promete tornar-se um caso ainda mas raro nas estradas do Velho Continente, devido à agora anunciada subida acentuada do preço. Algo de que a Opel, que comercializa o modelo na Europa, responsabiliza a sua ex-proprietária, a General Motors (GM).

Isto é simplesmente o resultado da venda da Opel à PSA”, com o preço do carro “a subir em toda a Europa”, atira a marca germânica.

Segundo parece, os problemas por causa do Ampera-e começaram, precisamente, após a venda da marca alemã ao grupo automóvel francês. Com o agudizar da tensão a terminar na medida agora anunciada pelo fabricante norte-americano, de aumentar substancialmente os preços do eléctrico, comercializado na Europa. Levando mesmo a que Opel tenha decidido aconselhar os seus concessionários a não aceitarem mais encomendas do modelo, até porque as entregas por parte da GM continuam a ser em número muito limitado.

Quanto aos preços, as informações disponibilizadas falam num aumento na ordem dos 5.700€, em mercados como a Holanda. Sendo que o novo valor será aplicado até às unidades já encomendadas, mas ainda não entregues. Algo que já levou um porta-voz da Opel, Stein Pettersen, a reconhecer que não tem “qualquer problema em compreender que as pessoas estejam a desistir [do carro], que estejam chateadas e que algumas estejam mesmo fulas… São, efectivamente, notícias duras, não só para os nossos concessionários, mas também para os clientes”.

Par se ter uma ideia, o preço final do Ampera-e no mercado norueguês, por exemplo, salta para valores na ordem dos 37 mil euros, ainda antes da aplicação os incentivos.

A enegrecer ainda mais o futuro do Ampera-e na Europa, a certeza de que as quantidades entregues pela GM, para o Velho Continente, continuarão a ser escassas, pelo menos, até 2019.

Participe nos Prémios Auto Observador e habilite-se a ganhar um carro

Vote na segunda edição do concurso dedicado ao automóvel cuja votação é exclusivamente online. Aqui quem decide são os leitores e não um júri de “especialistas” e convidados.

Participe nos Prémios Auto ObservadorVote agora

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Venezuela

Um objeto imóvel encontra uma força imparável

António Pinto de Mesquita

Num dos restaurantes mais trendy de Madrid ouve-se o ranger de um Ferrari que para à porta. Dele sai um rapaz novo, vestido com a última moda. Pergunta-se quem é. “É filho de um general venezuelano”.

Enfermeiros

Elogio da Enfermagem

Luís Coelho
323

Muitos pensam que um enfermeiro não passa de um "pseudo-médico" frustrado. Tomara que as "frustrações" fossem assim, deste modo de dar o corpo ao manifesto para que o corpo do "outro" possa prevalecer

Poupança

O capital liberta

André Abrantes Amaral

É do ataque constante ao capital que advêm as empresas descapitalizadas, as famílias endividadas e um Estado sujeito a três resgates internacionais.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)