O FC Barcelona sofreu este domingo bem mais do que esperaria para vencer, por 2-1, o aflito Alavés, com motivos de queixa da arbitragem no desafio da 21.ª jornada da liga espanhola de futebol. O livre que permite a Messi (84) fazer o segundo golo catalão é cometido sobre Paco Alcácer, que está em fora de jogo, e, três minutos depois, Munir rematou contra o braço de Umtiti, na área, mas de nada valeram os muitos protestos dos visitantes.

O Barcelona mantém assim os 11 pontos de avanço para o segundo classificado, o Atlético de Madrid, que este domingo voltou aos triunfos, com 3-0 sobre o Las Palmas. O avançado sueco Guidetti (23) deixou incrédulo Camp Nou, quando, ainda do seu meio campo, correu sozinho até à área e rematou sem hipóteses para Ter Stegen.

O Barcelona, que errou mais passes do que o habitual e contou com Nélson Semedo no ‘onze’, podia ter empatado aos 43, mas o livre direto de Messi esbarrou no poste: aos 84, o argentino tiraria melhor as medidas e de nada valeu o voo de Fernando Pacheco.

Minutos antes, após lance individual de Iniesta (72), a bola chegou ao segundo poste, onde Luiz Suárez rematou, com a bola a passar por um molhe de jogadores e valer o empate.

Horas antes, o Atlético de Madrid tinha voltado às vitórias após três jogos sem o fazer — afastado da Taça do Rei com duas derrotas ante o Sevilha -, embora com uma primeira parte discreta.

Na segunda, marcaram em três contra-ataques, concluídos por Griezmann (61), Fernando Torres (73) e Partey (88).

Uma recuperação de bola na defesa e lançamento longo para o avançado gaulês resultou no primeiro golo, sendo que no segundo Fernando Torres tirou um adversário do caminho antes de ‘disparar’ para as redes adversárias.

O Las Palmas, penúltimo da classificação, ainda tentou evitar a derrota, mas os insulares acabaram por agravá-la, permitindo novo contragolpe de Ferreira Carrasco, concluído com passe para golo fácil de Partey.

Com este resultado, o conjunto de Diego Simeone aumentou para seis pontos o avanço para o Valência de Gonçalo Guedes (46-40), que no sábado foi goleado em casa 4-1 pelo Real Madrid, quarto classificado com 38 pontos, a dois do conjunto ‘che’.

O Sevilha, que segue isolado no sexto lugar, esteve na frente até ao fim frente ao Getafe, que empatou aos 90+3 de Ángel.

O Leganés venceu o Espanyol por 3-2, com o central forasteiro Mario Hermoso a marcar três golos, sendo que dois foram na própria baliza: continuam ambos na segunda metade da classificação, mas em águas tranquilas.