Óscares

Óscares 2018: o gesto de Jennifer Lawrence de que todos estão a falar

266

A decisão de Jennifer Lawrence de ir por um 'atalho' para o seu lugar, no Dolby Theatre, está a dar que falar. Uma tarefa um tanto ou quanto arriscada, tendo em conta o historial de quedas da atriz.

Jennifer Lawrence passou por cima de uma cadeira para chegar ao seu lugar

Kevin Winter/Getty Images

Jennifer Lawrence já é conhecida pelas suas atitudes irreverentes e como se a passagem pela passadeira vermelha, antes de entrar no Dolby Theatre, não tivesse sido suficiente, a atriz voltou a protagonizar um momento que está a dar que falar.

Jennifer Lawrence decidiu falar com Meryl Streep, Salma Hayek e Woody Harrelson e, quando chegou a hora de ir para o seu lugar, resolveu ir ‘por um atalho’: levantou ligeiramente o vestido e passou a perna direta por cima de uma cadeira. Tudo isto com um copo de vinho branco na mão.

Uma tarefa um tanto complexa e arriscada, tendo em conta o vestido comprido, os saltos e o historial de quedas em cerimónias dos Óscares — a caminho do palco em 2013 e à chegada da passadeira vermelha no ano seguinte — , mas que a atriz executou com proeza.

(Kevin Winter/Getty Images)

Lawrence, que venceu o Óscar de Melhor Atriz em 2013 com o filme “Guia para um Final Feliz”, não estava nomeada para nenhuma categoria, mas apresentou o Óscar de Melhor Atriz com Jodie Foster. Um prémio que deveria ter sido entregue por Casey Affleck, que no ano passado venceu o Óscar de Melhor Ator com o filme “Manchester by the Sea”, mas o ator decidiu não ir à cerimónia.

A atriz de filmes como “Despojos de Inverno”, “The Hunger Games”, “Golpada Americana” e “A Agente Vermelha” anunciou recentemente que vai fazer uma pausa de um ano na sua carreira para se dedicar à organização Represent.Us., que promove leis anti-corrupção.

[Veja no video os 5 momentos mais marcantes da cerimónia]

“Vou andar a viajar, a tentar fazer com que os jovens se envolvam politicamente, a nível local”, afirmou Lawrence numa entrevista à CNN.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rporto@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)