Óscares

Casey Affleck não vai entregar o Óscar de Melhor Atriz

179

O ator vai quebrar a tradição e não vai entregar o Óscar de Melhor Atriz. Casey Affleck declarou que não vai comparecer à cerimónia para não ser "uma distração" do movimento #MeToo.

Diz a tradição que o vencedor do Óscar de Melhor Ator na edição passada entrega o galardão de Melhor Atriz no ano seguinte — e vice-versa. Mas, este ano, a tradição vai ser quebrada. Casey Affleck, que ganhou o prémio com a sua prestação em “Manchester by the Sea”, decidiu não comparecer à 90.ª edição dos Óscares.

O ator, irmão de Ben Affleck, notificou a Academy of Motion Picture Arts and Sciences de que não só não vai entregar o Óscar de Melhor Atriz, como também não vai marcar presença no evento. De acordo com o representante do ator, Casey Affleck não quer “ser uma distração” do movimento #MeToo — contra a cultura de assédio sexual em Hollywood —, já que foi anteriormente acusado de conduta sexual imprópria durante a rodagem do documentário “I’m Still Here”.

O The Guardian recorda que, em 2010, as atrizes Amanda White e Magdalena Gorka processaram Casey Affleck devido ao seu comportamento durante as gravações do filme. White descreveu os acontecimentos como “um bombardeamento diário de comentários sexuais, insinuações e avanços indesejados” e Gorka afirmou que foi “a experiência mais traumatizante” da sua carreira. O caso foi encerrado com um acordo que, segundo o ator, “foi satisfatório para todos”.

Em 2017, quando Casey Affleck venceu o Óscar de Melhor Ator, foi Brie Larson quem o entregou — que havia vencido em 2016, com “Room”. A atriz, uma das maiores encorajadoras do movimento #MeToo e ativista contra o assédio sexual, entregou a estatueta a Affleck sem sorrir, sem aplaudir e sem qualquer entusiasmo. Pouco tempo depois, disse à Vanity Fair que o que fez em palco “falou por si”.

A decisão de Casey Affleck, de 42 anos, surge depois de uma petição online, assinada por 20 mil pessoas, que pedia à Academia que impedisse que o ator subisse ao palco. Resta saber quem vai substituir o ator na entrega do Óscar de Melhor Atriz.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Europa

Falta de confiança  /premium

Manuel Villaverde Cabral

Por todo o lado são cada vez mais os eleitores que se abstêm ou que se viram para os «populistas» que tudo prometem e, até agora, não conseguem mais do que piorar as coisas, aumentando a instabilidade

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Detalhes da assinatura

Acesso ilimitado a todos os artigos do Observador, na Web e nas Apps, até três dispositivos.

E tenha acesso a

  • Assinatura - Aceda aos dados da sua assinatura
  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Inicie a sessão

Ou registe-se

Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)