O presidente dos Estados Unidos diz que o retrato robot feito pela atriz pornográfica Stormy Daniels, para identificar o homem que, alegadamente, a atacou é uma “total vigarice”. O presidente norte-americano usou o Twitter para se manifestar contra o último capítulo deste caso que o envolve.

No tweet do presidente dos Estados Unidos é ainda dito que o retrato “é um esboço feito anos depois de um homem que não existe. Uma total vigarice” para “brincar às fake news”.

Depois deste tweet do presidente, o advogado da atriz, Michael Avenatti, veio em defesa da sua cliente. “Na minha experiência, não há nada melhor na litigação do que ter um oponente completamente desiquilibrado e indisciplinado que está pronto a dar um tiro no seu próprio pé”, escreveu o advogado no twitter. “Isso leva sempre a grandes problemas… como novas queixas (por exemplo a difamação)”, acrescentou.

Esta é a primeira vez, adianta a CNN, que Trump comenta diretamente este caso, ainda que não se dirija diretamente à atriz Stormy Daniels. Antes, Donald Trump já tinha dito que desconhecia o pagamento de 130 mil dólares que, alegadamente, foi feito à atriz pelo seu advogado, Michael Cohen, para a manter em silêncio sobre o alegado caso extraconjugal  do presidente.

Até agora, Donald Trump nega qualquer envolvimento com a atriz, que diz ter conhecido o atual presidente dos Estados Unidos em 2006, durante um torneio de golfe em Lake Tahoe, no Nevada. Era o Verão de 2006. Na mesma altura (e quando Trump era já casado com Melania) os dois tiveram um primeiro caso extraconjugal no hotel onde Trump se encontrava hospedado. A história foi noticiada em janeiro pelo Wall Street Journal.

Depois desse encontro — e de mais de uma década passada sobre o caso — Stephanie Clifford (o verdadeiro nome de Stormy Daniels) denunciou que foi ameaçada em nome de Donald Trump, durante uma entrevista ao programa “60 minutes”, da CBS,  por um homem que se aproximou de si lhe disse que deixasse “Trump em paz”.