O Reino Unido esclareceu esta sexta-feira que duplicou o apoio a exportações britânicas para a Commonwealth, mas sem consignar montantes a qualquer país de destino, segundo informação enviada à Lusa.

O portal da Presidência moçambicana anunciou na quinta-feira que o Reino Unido tinha disponibilizado dois mil milhões de libras (2,9 mil milhões de euros) para o setor privado em Moçambique. O montante teria sido discutido durante um encontro entre o Presidente de Moçambique, Filipe Nyusi, e o secretário de Estado britânico para o Comércio Internacional, Liam Fox.

Questionada pela Lusa sobre o assunto, fonte da representação diplomática britânica em Maputo esclareceu que Fox e Nyusi se reuniram na quarta-feira e “durante o encontro discutiram as oportunidades em Moçambique para investimentos do Reino Unido”.

O Secretário de Estado explicou o mecanismo UK Export Finance, “uma facilidade para apoiar exportações por parte de empresas britânicas”, referindo que o Reino Unido “tem disponível um fundo de garantia de 20 mil milhões de libras esterlinas para o efeito”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Liam Fox anunciou que o apoio para exportações para a Commonwealth foi duplicado, mas “nenhum montante deste fundo está consignado nem a Moçambique nem a qualquer outro país”, acrescentando que “as empresas britânicas devem candidatar-se nos termos estabelecidos”.

Por outro lado, “este apoio vai facilitar ao setor privado moçambicano” a tarefa de “importar bens e serviços do Reino Unido”, concluiu.