Pelo menos uma pessoa morreu e duas ficaram gravemente feridas depois de três homens armados terem atacado uma mesquita esta quinta-feira perto de Durban, na África do Sul. A vítima mortal foi degolada e morreu a caminho do hospital. Os feridos foram esfaqueados na região do pescoço. Os atacantes também estavam munidos de metralhadoras. A notícia está a ser avançada pela Euronews, que cita uma fonte do serviço de emergência sul-africano.

De acordo com Nqobile Gwala, capitão da polícia da cidade, os três homem entraram na mesquita pouco depois da reunião do meio-dia e conseguiram fugir depois do ataque. Não é conhecido o motivo do ataque, que ocorreu pouco antes do do mês de jejum muçulmano do Ramadão, que começa a 16 de maio. As autoridades ainda não sabem se este foi um ataque terrorista: “Dado o baixo risco de terrorismo na África do Sul, incidentes desta natureza são normalmente mais relacionados a queixas pessoais ou comunitárias do que atos terroristas como os que temos assistimos “, explica Nick Piper, diretor do Sign Risk, que estuda o risco de terrorismo em vária regiões do mundo.