A Guatemala inaugurou esta quarta-feira, em Jerusalém, a sua nova embaixada em Israel, seguindo os passos dos Estados Unidos e que já levou a uma rutura diplomática, segundo jornalistas da Agência France Presse.

A Guatemala é o segundo país a transferir a sua representação diplomática para Jerusalém, quebrando décadas de consenso internacional de que as embaixadas deveriam estar localizadas fora da Cidade Santa, devido à persistência do conflito israelo-palestino.

Na segunda-feira, pelo menos 60 palestinianos morreram e 2.711 ficaram feridos em incidentes na fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza enquanto a alguns quilómetros distância Israel e EUA faziam uma festa para inaugurar a embaixada norte-americana em Jerusalém. Os militares israelitas quantificaram em 40 mil os manifestantes nas ações de segunda-feira, salientando “a violência inédita” dos manifestantes em relação aos dias anteriores.

Desde que as ações de protesto dos palestinianos começaram em 30 de março último, já morreram 105 palestinianos.

https://observador.pt/videos/atualidade/revolta-fumo-e-fogo-como-se-chegou-a-este-dia-tragico-na-faixa-de-gaza/