Startups

Portugueses vencem maratona de programação da Google

2.170

A startup portuguesa Findster foi a única representante portuguesa em Dublin e venceu a maratona de programação da Google, em Dublin. Competiram pelo primeiro lugar 26 empresas de diferentes países.

A Findster criou o primeiro sistema de localização de animais de estimação que permite comunicação em tempo real e não exige o pagamento de mensalidades

Findster

A startup portuguesa Findster venceu o hackathon (maratona de programação) organizada pela Google, em Dublin, na Irlanda, o Google I/O 2018. A equipa composta por Paulo Fonseca e Eduardo Carvalho desenvolveu uma página de Internet otimizada para um carregamento simplificado e mais rápido quando acedida através de dispositivos móveis.

Os vencedores foram escolhidos não só pelos programadores que participaram na maratona, mas também por uma equipa da Google. A gestora do departamento responsável pelo design da experiência dos utilizadores em Portugal e Espanha, Olga Nozal, explicou que “o evento juntou programadores talentosos de toda a Europa, que lhes permitiu, durante um dia, aprender as melhores práticas de desenvolvimento de AMP pelos engenheiros da Google”.

A gestora salientou que “a Findster foi eleita a vencedora do evento com uma página muito bem desenhada e completa” e que os portugueses “foram capazes de reduzir os tempos de carregamento em 57% e conseguiram fazer esse trabalho impressionante em apenas algumas horas”.

A vitória nesta maratona de programação promovida pela Google é uma prova da excelência tecnológica da Findster. O futuro do e-commerce é mobile e uma página mobile lenta é o suficiente para um cliente abandonar a página antes sequer dela carregar”, afirma André Carvalheira, diretor da Findster.

A Findster é uma startup portuguesa criada em 2015 por Virgílio Bento, David Barroso e Paulo Fonseca. Criou o primeiro sistema de localização de animais de estimação que permite comunicação em tempo real e não exige o pagamento de mensalidades. A tecnologia da Findster permite que as coordenadas GPS sejam enviadas em tempo real, sem recurso a ligações de rede. Tem clientes em mais de 70 países.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: apimentel@observador.pt
Global Shapers

Mãe, afinal não vou para a faculdade

Pedro Líbano Monteiro
3.009

E se eu quiser ser outra coisa? E se não me enquadro em nenhum dos cursos? E se não encontro na faculdade a ferramenta que preciso? Foi o meu caso, por isso deixei meia licenciatura por fazer

Global Shapers

O futuro será fermentado

Simão Soares
165

O mercado da biotecnologia industrial gera atualmente mais de 30 mil milhões de euros para a economia europeia e espera-se que em 2030 valha já mais de 100 mil milhões de euros.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)