Redes Sociais

Facebook admite erro que desbloqueou contactos bloqueados

A rede social Facebook admitiu esta terça-feira que desbloqueou os contactos bloqueados de 800.000 utilizadores durante vários dias, um erro que já corrigiu.

GIAN EHRENZELLER/EPA

Autor
  • Agência Lusa

A rede social Facebook admitiu esta terça-feira que desbloqueou os contactos bloqueados de 800.000 utilizadores durante vários dias, um erro que já corrigiu. Em comunicado, a rede social adiantou que este desbloqueio massivo aconteceu entre 29 de maio e 05 de junho e que “esse problema já está resolvido e todos já foram bloqueados de novo”.

A tecnológica de Silicon Valley também garantiu que o erro “não restabeleceu amizades que tinham sido cortadas”, mas admitiu que os utilizadores desbloqueados puderam aceder a conteúdos partilhados através de terceiros e colocarem-se em contacto.

[FrameNews src=”https://s.frames.news/cards/utilizadores-do-facebook/?locale=pt-PT&static” width=”300px” id=”306″ slug=”utilizadores-do-facebook” thumbnail-url=”https://s.frames.news/cards/utilizadores-do-facebook/thumbnail?version=1527588465621&locale=pt-PT&publisher=observador.pt” mce-placeholder=”1″]

O reconhecimento destes erros acontece depois de o Facebook ter atravessado um momento conturbado, afetado por diversos escândalos de privacidade.

O último rebentou em março com a Cambridge Analytica, empresa que utilizou dados do Facebook para elaborar perfis psicológicos de eleitores que alegadamente foram vendidos, entre outros, à campanha do agora Presidente norte-americano Donald Trump, durante as eleições de 2016.

Este escândalo obrigou o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, a comparecer perante o congresso norte-americano.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: [email protected]
Livros

Humanistas de todo o Mundo, uni-vos!

agostinhomirandamiranda

"Será que o Iluminismo acabará por falhar porque não consegue dar satisfação às mais primitivas necessidades do homem", às quais a religião, o nacionalismo e o heroísmo romântico parecem dar resposta?

História

In memoriam de Franco Nogueira /premium

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

“Um homem livre, recto e determinado que lutou, com paixão, pelas suas convicções e pelas suas ideias, (…) para recuperar o espírito que fez a grandeza de Portugal”.

Justiça

Extinguir o Tribunal Central de Instrução Criminal

João Miguel Barros

Escrever que a extinção do TCIC dá um sinal errado à opinião pública porque este foi o “tribunal que mandou prender Sócrates” é não compreender a essência do que é um Tribunal de Instrução Criminal.

Lisboa

Portagens e transporte público

Luís Campos e Cunha

Tal como em outras cidades, deveria existir uma portagem a todos os carros que entram em Lisboa. Se vêm de Sintra ou da Amadora, não importa, são viaturas que utilizam os equipamentos da cidade.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)