O estado de emergência instaurado na Turquia depois da alegada tentativa de golpe de Estado, em julho de 2016, que provocou vastas purgas, expirou ao início desta quinta-feira, dois anos depois, informou a agência noticiosa estatal Anadolu.

Segundo a agência, o estado de emergência, instaurado dias depois dos acontecimentos de 15 de julho de 2016, foi levantado às 01.00 de quinta-feira (23h de quarta-feira em Lisboa)

Durante a vigência do estado de emergência, foram detidas cerca de 80 mil pessoas e despedidas ou suspensas mais de 150 mil.