As vendas do El Corte Inglés em Portugal aumentaram 5,9% no ano fiscal de 2017 que terminou em fevereiro, face a igual período do ano anterior, para 479,3 milhões de euros, anunciou esta quinta-feira a cadeia de retalho espanhola. Em comunicado, a empresa adianta que “este é o valor mais alto de sempre, considerando os 16 anos completos da atividade em Portugal”.

O resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) cresceu 22% para 51 milhões de euros, e os resultados, líquidos de impostos, ascenderam a 24,6 milhões de euros. “Os custos e as despesas de exploração fixaram-se nos 428 milhões de euros, um aumento de 4,3% face ao ano anterior.

“Estes valores refletem o esforço feito pela empresa na modernização das suas lojas e na ampliação dos seus serviços e da sua oferta, com especial destaque para os novos espaços e conceitos”, acrescentou.

“Ao longo do exercício”, refere a empresa, “quintuplicaram as encomendas a fornecedores portugueses para o grupo, sobretudo nas áreas de têxtil-lar, casa e decoração e moda, ao mesmo tempo que se reforçou a compra e ampliou o número de marcas portuguesas, com destaque para as áreas de alimentação”, refere.

O grupo registou um aumento do volume de negócios de 2,8% para os 15.935 milhões de euros.O lucro subiu 25% para 202 milhões de euros e o EBITDA avançou 7,4% para 1.054 milhões de euros. O exercício de 2017 do El Corte Inglés terminou em 28 de fevereiro deste ano.