A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) vai manter o alerta especial por causa do calor e do risco de incêndio. Segundo comunicado da ANPC, o sinal vermelho vai-se manter até às 23h59 da próxima segunda-feira nos distritos de Beja, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Guarda, Leiria, Lisboa, Portalegre, Santarém, Setúbal e Viseu.

Aveiro, Braga, Porto, Viana do Castelo e Vila Real mantêm-se também em alerta laranja, até ao mesmo dia e hora.

Na passada terça-feira o Governo já tinha tinha estabelecido o alerta de perigo máximo durante os dias 2 e 6 de agosto e agora a Proteção Civil mantém o mesmo registo.

Estes estados de alerta preveem uma maior incidência e frequência das ações de monitorização e pré-posicionamento de meios de combate e ações de patrulhamento, de reconhecimento e de vigilância nos locais mais suscetíveis a incêndios rurais, avisou a ANPC.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Recorde-se que este domingo, 2230 operacionais estiveram a combater 89 incêndios rurais, entre as 00h e as 19h, com o auxílio de 556 veículos e 49 meios aéreo. Os caso específico do incêndio de Monchique, que está ativo desde a passada sexta-feira, continua a ser aquele que mais motivos de preocupação tem causado. Conta com o combate de 810 operacionais.

A Proteção Civil pede que todos se mantenham alerta, lembrando que o alastramento de incêndios é causada por cenários metereológicos de calor extremo. “Por essa razão, apelamos aos cidadãos para se manterem permanentemente informados sobre o evoluir da situação nas zonas em que residem ou visitam, observarem os conselhos e as recomendações das autoridades em particular nas situações extremas de incêndios rurais, adequarem os comportamentos face ao risco de incêndio rural, cumprirem as medidas de autoproteção e só procederem à evacuação do local onde se encontrem em condições de absoluta segurança”, conclui o comunicado.