Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Apesar de não ser ainda conhecido em termos oficiais o veredicto da Mesa da Assembleia Geral em relação à aceitação ou não da lista “Leais ao Sporting” às próximas eleições do Sporting, nomeadamente a possibilidade de Bruno de Carvalho poder vir a integrar a mesma na condição de candidato à liderança do Conselho Diretivo, alguns representantes do movimento irão marcar esta tarde presença em Alvalade para entregar um novo requerimento no sentido de pedir uma Assembleia Geral Extraordinária que possa sufragar o levantamento da suspensão da condição de associado do antigo líder do clube leonino.

De acordo com informações recolhidas pelo Observador, os mesmos elementos que entregaram na passada terça-feira a lista proponente ao sufrágio do próximo dia 8 de setembro (Nuno Sousa, Afonso Pinto Coelho e Roberto Carvalho) solicitaram a Jaime Marta Soares, presidente da Mesa da Assembleia Geral, uma data e uma hora para poderem entregar o dito requerimento que, basicamente, visa pedir uma reunião magna ainda antes das eleições que possa votar essa suspensão. No fundo, a ideia passa por fazer uso dos estatutos e utilizar o único recurso possível nos casos de suspensão de associado – a Assembleia Geral.

Aproveitando o facto de estar ainda aberto o prazo para entrega de listas às eleições, e depois de não terem recebido resposta ao pedido, os membros da lista “Leais ao Sporting” marcarão presença em Alvalade, alegando também que não existe nenhum ponto nos estatutos que obrigue a que seja o presidente da Mesa da Assembleia Geral a receber o requerimento.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR