Os veículos eléctricos têm algumas desvantagens face aos seus congéneres que queimam combustíveis fósseis e uma das que vem mais frequentemente à baila é o ruído do motor. É certo que um pequeno veículo citadino que não emita qualquer barulho não é propriamente um problema, mas se em causa estiver um desportivo, a situação muda por completo, uma vez que num Ferrari o roncar do motor faz parte integrante das emoções que transmite ao condutor.

Se isto é uma verdade indiscutível, não é menos verdade que também os camionistas apreciam o roncar possante dos seus imensos motores a gasóleo, que até fazem estremecer o chão à sua volta. E se os condutores dos veículos pesados estavam com receio de perder aquele rugir constante, quando se virem obrigados a trocar os grandes motores diesel pelos ainda mais potentes motores eléctricos, podem ficar descansados. Ou pelo menos é esta a conclusão a retirar deste vídeo, onde um Semi da Tesla puxa um reboque com um contentor de 40 pés (pouco mais de 12 metros), deixando para trás um ruído que, não sendo incomodativo, tem um “cantar” que não esperávamos de um veículo eléctrico.

https://streamable.com/vvkn6

O Semi tem percorrido os EUA, realizando os necessários testes e aproveitando para visitar os clientes que encomendaram as primeiras unidades do tractor da Tesla. Nos últimos dias, uma das unidades viajou da Califórnia à J.B. Hunt, no Arkansas, um percurso de 3.200 km, de onde rumou à UPS em Addison, no Illinois, um “salto” de mais 965 km. Isto enquanto alimenta as baterias nos supercarregadores da Tesla, espalhados pelas vias rápidas dos EUA.

Não falta quem controle os percursos do Semi, tentando antecipar a autonomia do modelo que, ao que parece, propõe versões com um alcance de 483 km e de 805 km por 150.000 e 180.000 dólares (cerca de 127 e 153 mil euros), com a marca a afirmar que pode chegar aos 805 km. Até ao momento, o Semi parece ter realizado deslocações de 483 km sem grandes dificuldades, tudo dependendo da capacidade das baterias actualmente utilizadas no protótipo.