Termina este mês o UK Autodrive, projecto que conta com a participação da Land Rover e que implicou um investimento a rondar os 23 milhões de euros. Um valor importante, mas nada que se compare com os 960 milhões de euros que a Google investiu antes de criar a Waymo, em 2016, a sua divisão de veículos autónomos, momento a apartir do qual os começaram os investimentos mais avultados. Em resultado de tão avultado esforço financeiro, a marca britânica acaba de anunciar que um Range Rover Sport conseguiu fazer a primeira viagem em modo autónomo, sem qualquer intervenção de quem seguia atrás do volante, na complicada via de circunvalação de Coventry, no Reino Unido.

A circunvalação de Coventry é conhecida pelo seu asfalto escorregadio e saídas complicadas. É uma estrada muito desafiante em qualquer circunstância, mas especialmente com a pressão das horas de ponta”, realça o director de Investigação e Desenvolvimento do Veículo Autónomo da Jaguar Land Rover (JLR), Mark Cund.

Sucede, porém, que os resultados ainda estão a milhas de provar o “amadurecimento” da tecnologia de condução autónoma. A Land Rover não o assume explicitamente, mas acaba por fazê-lo de modo implícito pois, ao mesmo tempo que se congratula por o veículo ter circulado “sem problemas nas entradas e saídas da circunvalação, no terreno escorregadio e nas mudanças de faixa, tudo de forma autónoma e a uma velocidade limitada de 40 milhas por hora (64,37 km/h)”, aproveita para deixar bem claro que carros autónomos das marcas do grupo, à venda em stands, é algo que não está para breve. Pelo contrário:

A Jaguar Land Rover planeia colocar à venda veículos de condução autónoma num prazo de 10 anos.”

Com uma década como horizonte, fica a promessa que a aposta da JLR é “fabricar veículos autónomos que sejam capazes de responder em qualquer tipo de situação, independentemente das condições climatéricas e oferecendo sempre a possibilidade do condutor tomar conta do veículo”. Uma opção que vai ao arrepio daquilo que outros construtores planeiam, prevendo automóveis que nem sequer têm pedais e volante.