Casamento Real

Spice Girls, os óculos do noivo e Fergie, muita Fergie: os memes do casamento real

A princesa Eugenie casou esta sexta-feira com Jack Brooksbank. Não, não é uma figura de primeira linha na família real britânica, mas foi um casamento real e o mundo quis ver e comentar. Tinha de ser.

Aquela mais nova ali do lado direito, entre Baby Spice e Posh Spice? Ora nem mais: princesa Eugenie, a noiva

Um casamento real é feito de vários ingredientes: noivos, convidados, uma cerimónia em grande e momentos inesperados. No meio de tudo isto, existem também os comentadores profissionais que são todos os seres humanos com acesso à internet. E foi graças a eles que surgiram algumas das melhores reações a tudo o que aconteceu esta sexta-feira.

Entre os alvos mais frequentes dos comentários esteve Sarah Ferguson. Não é suposto, mas acontece: a mãe da noiva pode roubar a festa. E foi ela a figura mais procurada na capela de São Jorge. Talvez até à chegada da noiva… ou então não. Este é o melhor comentário possível:

A internet, entidade que considera muitas coisas sobre tudo, considerou esta questão realmente importante:

[Veja no vídeo como o vento atraplhou os convidados do casamento real]

Na análise ao traje escolhido por Fergie, houve quem fosse mais contundente nas comparações, recorrendo até ao universo dos filmes de animação. É um critério tão válido como outro qualquer e, vendo bem, neste caso faz algum sentido:

Ou então concentraram atenções na cor:

Quanto tempo até à criação da hashtag #somosfergie? Quanto tempo?

Outras pessoas, nomeadamente os fãs de tudo o que é Real, preocupavam-se em fazer a festa, mesmo antes da dita começar:

Quem estava em casa, ou seja, a maioria dos britânicos, que tinham outras coisas para fazer, não ficaram entusiasmados com a cerimónia. Alguns levaram essa falta de interesse ao exagero, mas cada um sabe de si:

Outros foram mais elegantes:

Além dos aborrecidos e dos mais interessados, os exagerados mostraram a sua preocupação com detalhes que podem parecer preciosismos mas que na verdade são essenciais. Então o noivo não pode pôr os óculos para ver a noiva a caminho do altar?

Ainda sobre os óculos do homem:

Além de Sarah Ferguson, houve outra figura central em todo este dia. O vento. Uma ventania dos diabos. Um vendaval:

E depois a noiva, claro. Ainda que o twitter tenha servido, neste dia de festa, como repositório de memórias menos ilustres:

Outras de total e completa glória. Sarah Ferguson, Beatrice e Eugenie com as Spice Girls, algures nos gloriosos anos 90:

Lady Louise, era ela que acompanhava George, Charlotte (filhos de Kate e William) e outras crianças da família real. Foi a ela que o vento pregou uma partida, fazendo subir o vestido. A internet foi rápida a partilhar o momento; outros foram igualmente rápidos a censurá-lo, já que Lady Louise tem 14 anos:

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: tpereira@observador.pt
África do sul

África do Sul – Que Futuro?

Jaime Nogueira Pinto

Em vésperas de eleições, a República da África do Sul vive dias instáveis, entre a democracia e a cleptocracia. E radicalização de um ANC em quebra eleitoral pode por em causa os equilíbrios do regime

Governo

A famiglia não se escolhe? /premium

Alberto Gonçalves
364

Se ainda não se restringiu o executivo aos parentes consanguíneos ou afins do dr. Costa, eventualidade que defenderia com empenho, a verdade é que se realizaram amplos progressos na área do nepotismo

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)