349kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Poupe na sua eletricidade com o MEO Energia. Simule aqui.

Philippos e Nina: vestido Chanel, tiara e o regresso da família real a Atenas numa das bodas do ano

Depois de dois festejos mais discretos em 2020, o filho mais novo do rei Constantino e Nina Florh celebraram a união religiosa na Catedral de Atenas. Foi o regresso da realeza aos grandes casamentos.

10 fotos

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A primeira grande boda real pós pandemia aconteceu este sábado, 23 de outubro, na Grécia. O príncipe Philippos, filho mais novo dos reis Constantino e Ana Maria da Grécia, casou com a herdeira suíça Nina Flohr numa celebração com muitos convidados. A cerimónia religiosa aconteceu na Catedral de Atenas, depois dos noivos se terem casado pelo civil no passado mês de dezembro na Suíça. Este casamento marca o regresso das celebrações da família real grega à Grécia depois de vários anos de afastamento, em especial à Catedral da capital. As celebrações duram três dias. Começaram com uma festa de gala na sexta-feira no Lago Vouliagmeni. O casamento religioso na Catedral da Anunciação de Santa Maria, em Atenas, aconteceu este sábado à tarde. E no domingo o rei Constantino oferece um almoço aos membros das casas reais no Club Nautico do Pireo, local habitual de celebrações da família real grega.

A cerimónia religiosa de sábado à tarde contou com uma série de convidados ilustres, entre eles inúmeros membros de casas reais, já que a família real grega tem ligações familiares próximas com outras casas reais. O rei Constantino da Grécia é irmão da rainha emérita Sofia de Espanha e a rainha Ana Maria da Grécia é irmã da rainha Margarida da Dinamarca. A família real grega marcou presença por completo com os reis, o príncipe Pavlos com a mulher Marie-Chantal e os cinco filhos, o príncipe Nikolaus e a mulher Tatiana, a princesa Alexia com o marido e os filhos e a princesa Theodora, que também está noiva. Também estiveram presentes a rainha Sofia com a sua irmã Irene e a infanta Elena, e ainda a princesa Benedicta da Dinamarca (tia do noivo). A casa real de Hanover fez-se representar pelos príncipes Ernest e Christian, com as respetivas mulheres, Ekaterina e Sassa de Osma e também com a sua mãe, Chantal Hochuli. Do Reino Unido voaram as princesas Beatrice e Eugenie de York com os seus maridos, Edoardo Mapelli y Jack Brooksbank. O filho mais velho da princesa Carolina do Mónaco também esteve nesta cerimónia com a sua mulher Tatiana Santodomingo. O príncipe Kyril da Bulgária foi outro dos convidados deste casamento.

Philippos Of Greece Wedding In Athens

O príncipe Pavlos da Grécia cumprimenta a rainha Sofia, à chegada à Catedral de Atenas para o casamento do príncipe Philippos com Nina Flohr.

Nina Flohr escolheu um vestido Chanel surpreendente, inspirado num modelo da coleção de Alta Costura outono/inverno 2020, com um decote em V iluminado por bordados com pedrarias. A cintura marcada por uma fita com um laço dava início a uma ampla saia rodada. Atrás, o vestido contava ainda com uma grande capa com flores bordadas em brilhantes. Sobre a capa estendia-se um longo véu em tule, sem adornos.

A noiva usou a Tiara do Corsário, uma delicada joia em diamantes e pérolas, que se está a tornar uma tradição nos casamentos reais gregos, uma vez que é a mesma que as suas cunhadas Marie-Chantal Miller e Tatiana Blatnik também usaram nos seus casamentos com os irmãos do noivo e príncipes gregos, Pavlos e Nikolaus, respetivamente. A tiara pertence à sogra da noiva, a rainha Ana Maria e é uma peça de família com uma longa história. A joia começou por ser um conjunto de pregadeiras para usar a meio do peito (stomacher) que pertencia à rainha Victoria da Suécia. Depois foi herdada pela neta, a rainha Ingrid da Dinamarca, que usou as pregadeiras para formar uma tiara e a ofereceu à filha Ana Maria pelo seu 18º aniversário. Apenas algumas semanas mais tarde a princesa dinamarquesa casou-se com o atual rei da Grécia.

Philippos Of Greece Wedding In Athens

A noiva, Nina Flohr, usou um vestido de noiva Chanel e a tiara do Corsário, uma joia da rainha Ana Maria da Grécia.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os noivos

O príncipe Philippos é o filho mais novo dos reis Constantino e Ana Maria da Grécia, o quinto filho depois da princesa Alexia, do príncipe Pavlos, do príncipe Nikolaus e da princesa Theodora. O rei foi deposto em 1973, mas a família real já tinha partido para o exílio em 1967 e a Grécia tornou-se uma república em 1974. Philippos nasceu em 1986 e atualmente trabalha num banco de investimentos, em Nova Iorque. Entre os seus padrinhos contam-se o rei emérito Juan Carlos, Diana, princesa de Gales; o príncipe Filipe de Inglaterra, e a Infanta Elena de Espanha.

Nina Flohr nasceu na Suíça e cresceu entre a Inglaterra e os Estados Unidos. É diretora criativa da VistaJet, a empresa de aviões privados fundada pelo pai, Thomas Flohr, em 2004. A mãe, Katharina Flohr, foi a diretora de moda e esteve na fundação tanto da Vogue Rússia, como da Vogue Grécia e depois esteve também na Fabergé como diretora criativa. Em 2001 mudou-se para Londres com as filhas para ser editora de joalharia da revista Tatler. Nina continua a dividir o seu tempo entre Londres e a América, mas não só, é uma globetrotter que adora viajar.

A 3ª celebração do casamento

Nina e Philippos começaram a namorar em 2018 e anunciaram o noivado em setembro de 2020. O casamento civil aconteceu de surpresa a 12 de dezembro de 2020, numa cerimónia em St Moritz, na Suíça, e contou com apenas duas testemunhas: o pai do noivo, o rei Constantino, e o pai da noiva, Thomas Flohr. Desta cerimónia poucas imagens saíram a público, mas a noiva partilhou uma fotografia dos noivos abraçados depois do casamento. E para celebrar o seu próprio aniversário, a 22 de janeiro, publicou na sua conta de Instagram uma fotografia do seu look de noiva onde é possível ver que usou um tailleur Chanel branco trabalhado com recortes e bordados, da coleção outono/inverno 2020/21 que usou com uma camisa de decote subido. Como acessórios Nina Flohr usou um grande laço branco no cabelo, e, embora numa imagem da cerimónia a noiva esteja com uns delicados sapatos de salto, para a fotografia no meio da neve, trocou-os por umas botas brancas de biqueira negra de cano baixo.

Imagens do casamento civil de Philippos da Grécia e nina Flohr, na Suiça. A noiva usou um look Chanel. @NinaFlohr (Instagram)

No passado mês de maio, o casal celebrou uma pequena festa de casamento organizada por amigos. Tom Naylor-Leyland e a mulher Alice Dawson são amigos de longa data dos noivos e ofereceram a íntima celebração em ambiente primaveril na sua casa em Cambridge. Até houve um bolo de noivos com dois andares em azul claro. Nina, que usou um vestido comprido bege acetinado, partilhou imagens nas suas redes sociais em que agradecia aos amigos.

O último casamento da família real grega tinha sido em agosto de 2010, quando o príncipe Nikolaus se casou com Tatiana Blatnik no Mosteiro de Ayios, na ilha grega de Spetses. Uns anos antes, em julho de 1995 o príncipe Pavlos casou com Marie-Chantel Miller na Catedral de Santa Sofia, a catedral ortodoxa de Bayswater, em Londres, e terá sido o casamento que juntou mais membros da realeza, chegando aos 1300 convidados. Nem a rainha Isabel II e o príncipe Filipe perderam a festa. Na mesma cidade e no mesmo templo, casou também a princesa Alexia, a primogénita dos reis da Grécia, com o arquiteto Carlos Morales.

O simbolismo de Atenas

O casamento entre o príncipe Philippos e Nina Flohr marca o regresso da família real grega a um dos locais mais significativos da sua história. Foi aqui que se casaram o rei Juan Carlos e a rainha Sofia de Espanha, em 1962. E ainda os anteriores reis da Grécia e pais do atual rei Constantino e da rainha Sofia de Espanha, Pavlos e Frederika de Hanover, em 1938.

O último casamento real na catedral de Atenas foi o dos atuais reis da Grécia, Constantino e Ana Maria, em 1964. Três anos depois a família teve de deixar o país e desde então o tratamento e a imagem da família real passou por momentos difíceis no seu país. Em 1994, durante o governo então liderado pelo primeiro ministro Andreas Papandreu, foi retirado ao rei Constantino o passaporte grego, assim como também foi expropriado das suas propriedades gregas, incluindo o palácio Tatoi, a casa da família real, e a passagem do rei pelo seu país não era bem vista nem sequer para passar férias. Os Jogos Olímpicos de 2004 marcaram um ponto de viragem, o exílio acabou quando o rei foi convidado a regressar à Grécia e a família começou a fazer férias e a frequentar o país.

Os reis Constantino e Ana Maria viriam a instalar-se definitivamente na Grécia em 2012 e a partir daí também começaram a participar em atos públicos. Em 2019, o atual primeiro ministro grego, o conservador Kyriakos Mitsotakis, decidiu fazer as pazes entre a Grécia e a sua família real e deixou de renegar a sua história. Os reis têm marcado presença em eventos públicos e até há um plano para reabilitar o palácio de Tatoi. É na sequência de tudo isto que acontece o casamento do príncipe Philippos com Nina Flohr com o esplendor de uma boda real na catedral de Atenas e perante uma série de convidados de outras casas reais.

A página está a demorar muito tempo.