354kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Poupe na sua eletricidade com o MEO Energia. Simule aqui.

Galamba secretário de Estado: Rio fala em "partidarização", Justino diz que "anda tudo doido"

Este artigo tem mais de 3 anos

Justino diz que só reconhece a Galamba a "verborreia parlamentar" e não qualquer capacidade para ser secretário de Estado da Energia. Rio fala em "partidarização da pasta da energia".

i

CARLOS BARROSO/LUSA

CARLOS BARROSO/LUSA

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O PSD reagiu de forma crítica à escolha de João Galamba para secretário de Estado da Energia. Rio falou numa “certa partidarização da pasta da energia” e David Justino, o vice-presidente do partido, escreveu no Facebook, em maiúsculas: “Anda tudo doido”.

Em declarações aos jornalistas à entrada para um encontro com militantes do PSD em Aveiro, o líder do PSD realçou que o setor da energia “é um lugar político, mas tem uma componente técnica forte”, adiantando que “não se conhece ao deputado João Galamba grande formação na área da energia”.

Penso que não tem nenhuma formação específica na área da energia. Sendo assim, vejo muito mais aqui a questão de uma certa partidarização da pasta da energia, do que propriamente colocarmos um técnico que sabe bem aquilo que o setor precisa”, afirmou Rui Rio.

A confirmar-se a escolha do antigo porta-voz do PS para assumir a pasta deixada vaga por Jorge Seguro Sanches, o líder do PSD considera que se trata de “um mau sinal”, ainda por cima, numa altura em que diz haver “uma tensão entre o Governo e as energéticas, particularmente a EDP”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“A partidarização não augura nada de positivo e o anterior secretário de Estado estava a fazer um percurso que demonstrava alguma independência, alguma autonomia, nas suas políticas e nas suas decisões. Prevejo que agora não seja assim, mas vamos ver”, concluiu.

Já o vice-presidente e presidente do Conselho Estratégico Nacional do PSD, David Justino, escolheu comentar na sua página de Facebook a escolha de João Galamba para secretário de Estado da Energia de uma forma bem forte.

Minutos depois, em declarações ao Observador, David Justino ainda foi mais duro e disse que a João Galamba apenas lhe reconhece “a verborreia parlamentar“.

“Não reconheço qualquer obra científica ou técnica. Aliás, a última intervenção que fez como deputado foi defender a escolha de um deputado do PS para a Entidade Reguladora do Setor Energético.”

David Justino diz ainda que “se a remodelação do Governo não surpreende, a escolha de Galamba é uma surpresa e não é uma agradável surpresa”. Ressalvando que a nomeação ainda não é oficial, o vice-presidente do PSD destaca que “se se confirmar, está tudo doido”.

Também o vice-presidente do CDS, Nuno Melo, tinha deixado um comentário crítico na sua página do Facebook, partilhando a escolha de Galamba com um apelo religioso: “Valha-nos a Santa…

Esta segunda-feira foi noticiado pela SIC, e confirmado pelo Observador, que o deputado socialista João Galamba será o próximo secretário de Estado da Energia, pasta que agora passou para a tutela do Ambiente. Galamba é vice-presidente da bancada parlamentar do PS e já foi porta-voz dos socialistas. É colocado na ala mais à esquerda do partido e a escolha poderá ser uma forma de responder aos que olham para a saída de Jorge Seguro Sanches da Energia como uma decisão para acalmar as grandes empresas de energia, em particular a EDP.

Galamba será secretário de Estado da Energia. Perestrello e Caldeira Cabral voltam ao Parlamento

A página está a demorar muito tempo.