Economia

Perfis de investimento: qual é a sua tolerância ao risco?

“Conhece-te a ti mesmo.” O célebre aforismo grego atribuído a Sócrates também se aplica aos investimentos. Para saber como investir, é necessário que entenda qual é o seu perfil.

Atualmente é muito comum encontrarmos pessoas que se consideram investidores conservadores, mas que ambicionam rendibilidades garantida de 3% ou 4% com liquidez imediata nos seus investimentos quando os produtos financeiros adequados para o seu perfil estão a oferecer apenas 0,25%.

Por este motivo, quer seja um investidor experiente ou inexperiente, para ter sucesso nos seus investimentos, é essencial ter sempre em consideração a sua idade, situação financeira, objetivos financeiros, prazos de investimento e tolerância ao risco dos seus investimentos.

Pergunte-se: O que ambiciono para o futuro e o que penso fazer com o dinheiro? Perante os meus objetivos financeiros e temporais, qual a minha capacidade de suportar riscos numa situação adversa dos mercados financeiros?

Quanto maior for o risco que está disposto a correr, maiores são os retornos potenciais dos investimentos; e quanto mais cedo começar a investir, mais tempo terá para aumentar as suas poupanças.

O risco é medido com base no nível de volatilidade de preço registado por um ativo ou fundo de investimento – em outras palavras, é o intervalo dentro do qual o valor do seu investimento pode flutuar com ganhos ou perdas.
Os investidores que queiram investir num curto prazo mas em ativos de risco estão sujeitos a maiores perdas potenciais dos seus investimentos do que em comparação com os investidores que têm um horizonte de longo prazo. Isto porque, em condições normais de mercado, as variações de preços têm tendência a se normalizarem com o decorrer do tempo.

Ao definir com clareza quem é no mundo dos investimentos, mais facilmente encontrará as soluções certas para alcançar mais facilmente os seus objetivos de investimento e realização pessoal.

Tipos de Perfis de Investidor

Regra geral, os perfis dos investidores, também chamados “perfis de risco”, podem ser divididos em três grandes grupos: conservador, moderado e dinâmico.

Perfil Conservador
Neste tipo de perfil, os investidores são mais cautelosos, procuram a estabilidade do capital e valorizam a segurança na escolha dos investimentos: a carteira é composta principalmente por ativos de rendimento fixo e apenas uma pequena parcela de ações ou produtos alternativos. São pessoas com pouca tolerância ao risco, mas que aceitam correr algum risco em contrapartida de uma melhoria na rendibilidade dos seus investimentos. Todavia, abdicam de um retorno superior, investindo em ativos de baixo risco. Neste grupo, encontram-se os investidores que privilegiam a possibilidade de resgatar o capital no curto ou médio prazo e preferencialmente sem ou com baixas perdas de capital.

Distribuição de ativos: 70% Obrigações e 30% Ações
Principal Objetivo: Rentabilizar o seu capital
Investimento: Com baixa volatilidade e elevada liquidez
Rendibilidade Objetivo: Superior às aplicações bancárias tradicionais

Perfil Moderado
O perfil moderado corresponde ao investidor que gosta da segurança dos investimentos de rendimento, mas tolera incorrer em alguns riscos para obter um retorno maior. Investe em várias classe de ativos, moedas e geografias, em ativos variados, de modo a conseguir obter um equilíbrio entre segurança e rendibilidade. O capital investido não vai ser necessário no prazo de alguns anos para as suas despesas e obrigações. Por isso, aceitam um prazo para os seus investimentos mais longo para poderem obter melhores retornos com as estratégias dos seus investimentos. Podemos afirmar que estes investidores estão no meio termo entre o perfil conservador e o dinâmico.

Distribuição de ativos: 50% Obrigações e 50% Ações
Principal Objetivo: Aumentar a valorização do seu capital, assumindo algum risco de mercado
Investimento: Alguma liquidez e volatilidade
Rendibilidade Objetivo: Superior à de produtos com taxas de juro de médio/longo prazo

Perfil Dinâmico
Os investidores dinâmicos estão preparados para expor a sua carteira a um risco maior e aceitar maior volatilidade para maximizar a valorização do capital investido, procurando retornos diferenciados no longo prazo. Possuem alta tolerância ao risco e a grande parcela da sua carteira de ativos é composta pelo investimento em ativos de risco (ações, derivados…). Sabem que quanto mais alto é o risco, maior a probabilidade de retorno em prazos razoáveis de investimento.

Distribuição de ativos: 30% Obrigações e 70% Ações
Principal Objetivo: Aumentar crescimento do capital, assumindo risco de mercado
Investimento: Instrumentos financeiros de maior volatilidade
Rendibilidade: Rendibilidades similares às do mercado acionista

Para descobrir qual é o seu perfil de investidor, existem algumas perguntas que devem ser consideradas:

Qual é a sua tolerância ao risco?
Esta é uma questão crucial. Seja honesto sobre como lida com a perda de dinheiro. Como se sentiria se o valor do seu investimento começasse a cair? Qual a confiança que tem de que os investimentos irão recuperar o valor?

Qual é a sua meta de investimento?
É importante que pense nas suas metas e nos prazos para realizá-las (curto, médio ou longo prazo). Avalie se gostava de trocar de carro, comprar um apartamento, fazer obras em casa, uma grande viagem, pagar a universidade dos filhos, abrir um negócio, poupar para a reforma, acumular património ou obter independência financeira. Dependendo dos seus sonhos, existem três objetivos financeiros clássicos: preservar o capital, obter um crescimento elevado do dinheiro ou a criação de uma renda que possibilite retirar quantias fixas de tempos a tempos.

Por quanto tempo pretende manter os investimentos?
As pessoas que investem em ativos mais arriscados devem ter em mente um horizonte temporal alargado, superior a 5 anos. A razão é simples: se os ativos descerem de valor, é necessário dar ao mercado tempo suficiente para que possam recuperar.

Qual é a sua situação financeira atual?
Tem algum compromisso financeiro de curto ou médio prazo a que não pode faltar?  Espera ver a sua situação financeira melhorar a curto prazo? Todos estes aspetos devem ser levados em consideração no momento em que decidir qual é o melhor tipo de investimento para si.

Existem Soluções de investimento

Apostar em fundos de investimento não significa tomar decisões triviais: apesar de todas as sociedades gestoras lhe poderem oferecer soluções de investimento geridas por profissionais, em que procuram otimizar o risco face a rendibilidade alcançada, procure as sociedades gestoras que tiram melhor partido de oportunidades com potencial de crescimento.

Atualmente, os Bancos são responsáveis pela avaliação do perfil de investidor de cada cliente, de modo a oferecer serviços, aplicações e instrumentos financeiros mais apropriados.

Cada situação beneficiará com diferentes estratégias e soluções para dar resposta aos objetivos de liquidez e crescimento. Vivemos numa economia global, complexa e em rápida mudança, em que uma abordagem financeira rigorosa assume mais importância do que nunca.

Não obstante, perante este enquadramento e a crescente complexidade dos mercados financeiros, tornam cada vez mais difícil aos pequenos investidores acompanharem os mercados e beneficiarem das oportunidades de investimento que estes podem proporcionar em todos os perfis de tolerância ao risco e objetivos de rendibilidade. Torna-se cada vez mais premente que os investidores escolham os produtos que melhor se adequem às suas características de investimento, e que possam corresponder aos seus objetivos. Nesse sentido, algumas sociedades gestoras disponibilizam produtos que respondem adequadamente a estas preocupações dos clientes de retalho. A IMGA oferece fundos multiativos para estes diferentes perfis de investidor: IMGA Alocação Conservadora, IMGA Alocação Moderada e IMGA Alocação Dinâmica.

Conteúdo produzido pelo Observador Lab. Para saber mais, clique aqui.
Partilhe
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: obslab@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)