A Holanda vai disponibilizar dois milhões de euros para a construção de 25 mil casas sociais no bairro da Maraza, na cidade da Beira, centro de Moçambique, anunciou esta quinta-feira o presidente do município.

“Queremos, com esta iniciativa, criar um desenvolvimento sustentável de projetos arquitetónicos urbanísticos em bairros habitacionais”, declarou Daviz Simango, presidente do Município da Beira, na província de Sofala, falando durante a cerimónia de assinatura do memorando.

O projeto será gerido pela Sociedade de Desenvolvimento da Beira, que é presidida pela holandesa Emile Antoinette. Por sua vez, o concurso para o apuramento da empresa que vai construir as casas foi lançado internacionalmente no mês passado.

Falando também durante a assinatura do memorando, a embaixadora da Holanda em Moçambique, Henny de Vries, disse que o projeto é um grande passo na luta pelo desenvolvimento urbano da cidade da Beira. “Este é também um instrumento forte para a atração de investimentos não apenas para Maraza, mas também para o desenvolvimento da zona industrial da região”, observou a diplomata, acrescentando que a Holanda vai continuar a apoiar o município da Beira.