476kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

"Precisamos de um novo Salazar?" ERC analisa queixas contra Mário Machado em programa da TVI

Este artigo tem mais de 3 anos

O líder da Nova Ordem Social, Mário Machado, esteve no "Você na TV" num debate que tinha como tema "Precisamos de um novo Salazar?". ERC recebeu queixas e SOS Racismo condena atitude da TVI.

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) confirmou que recebeu queixas contra a participação do líder da Nova Ordem Social, Mário Machado, esta quinta-feira no programa “Você na TV”, apresentado por Manuel Luís Goucha. A conversa tinha como tema “Precisamos de um novo Salazar?” e inseriu-se na rubrica “Diga de Sua (In)Justiça”. O regulador revelou ainda que as participações “serão apreciadas pelos serviços da ERC, nos trâmites habituais”.

A questão que deu início à conversa foi também colocada por Manuel Luís Goucha no Facebook através de uma sondagem: 35% responderam que o país precisa de “um novo Salazar”. A publicação, a escolha do tema e o líder de extrema-direita que foi convidado acabaram por ser alvo de várias críticas por parte dos seguidores do programa.

A “ERC – Entidade Reguladora para a Comunicação Social confirma a receção de participações que visam o programa “Você na TV” emitido, no dia 3 de janeiro de 2019, no serviço de programas TVI. Estas serão apreciadas pelos serviços da ERC, nos trâmites habituais”, lê-se no comunicado publicado no site oficial da ERC.

Também o SOS Racismo já veio condenar a presença de Mário Machado no programa: “A decisão da TVI de convidar Mário Machado é muito mais do que uma estratégia de branqueamento do passado criminoso e nazi-racista de Mário Machado. É mais grave ainda porque denota sobretudo um inqualificável desejo de fascismo, de normalização e legitimação política e social da extrema-direita, como tem acontecido um pouco por toda a parte, no mundo em geral e, na Europa, em particular”, disse a organização antirracismo em comunicado.

O SOS Racismo relembrou ainda que “Mário Machado foi condenado em 1997 a uma pena de quatro anos e três meses de prisão por envolvimento na morte de Alcino Monteiro – assassinado em 1995, no Bairro Alto” e que foi o nacionalista quem “liderou durante muito tempo os Hammerskins Portugal, um bando criminoso nazi, cujo ritual de iniciação se baseia no crime de sangue”.

O SOS Racismo exige às entidades responsáveis pela supervisão da comunicação social, bem como à tutela, que tomem as medidas necessárias para impedir que a comunicação social se transforme numa caixa de ressonância da ideologia racista no país.”, acrescentou o SOS racismo em comunicado.

A organização acusou ainda a TVI de “estender o tapete a um dos chefes de fila da extrema-direita portuguesa, sobejamente conhecido por defender o fascismo e o racismo e a violência a eles associada”. Segundo a Nova Ordem Social, o debate seria entre Mário Machado e o SOS Racismo, mas a associação disse à SÁBADO que nunca chegou a ser convidada e que quem esteve presente no debate — Pedro Louro –, já não faz parte do SOS Racismo há 18 anos e que “nada se reconhece” nas suas posições.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.