Depois de oito anos intensos atrás dos fogões do restaurante L’AND Vineyards (em Montemor-o-Novo), o chef Miguel Laffan vai mudar de vida, assumindo a liderança do histórico Porto Santa Maria, no Guincho. Regressando à zona que o viu nascer, a zona de Cascais, Laffan sentiu que está na hora de voltar “às suas raízes”. “Este ano farei 40 anos e há 20 que estava fora da minha terra natal. É o momento perfeito para voltar, com toda a experiência que acumulei neste percurso tão rico de experiências e memórias”.

Entre essas memórias incluem-se, por exemplo, as grandes alegrias (e tristezas), que o Guia Michelin lhe proporcionou — ganhou a primeira estrela do L’AND em 2013, perdeu-a em 2015 mas reconquistou-a logo no ano seguir. O percurso que trilhou no restaurante deste luxuoso complexo hoteleiro serviu para cimentar a posição do cascalense no panorama gastronómico nacional e valorizar ainda mais o riquíssimo receituário alentejano.

A mudança para o Porto Santa Maria faz-se também num ponto de vista  mais empresarial, passando Laffan a fazer parte da estrutura acionista deste espaço que já soma 70 anos de vida. O enfoque da cozinha que Laffan se propõe a recriar assenta na valorização do peixe e marisco português.

De recordar que Miguel Laffan continua a ser proprietário de um restaurante no Mercado da Ribeira, em Lisboa; é consultor do Atlântico, no Monte Estoril e faz parte do programa “Taste the Stars” da TAP.