A E-Primatur vai publicar, em março, um volume com a ficção completa de Voltaire, revelou a editora ao Observador. Os textos foram traduzidos por “grandes nomes das letras lusas”, como Alexandre Pinheiro Torres, João Gaspar Simões ou José Marinho. São “obras fundamentais, ficções filosóficas e sátiras demolidoras que resumem em episódios invulgares ou cenas orientalistas as principais preocupações que presidiram aos grandes momentos da filosofia europeia”, referiu a E-Primatur.

No primeiro semestre de 2019, a editora vai também publicar uma nova edição de Satânica, o único livro de ficção de Judith Teixeira. A autora ficou conhecida pelo envolvimento na polémica da chamada “Literatura de Sodoma”, que estalou no início de 1923 quando a Liga de Ação de Estudantes de Lisboa decidiu levar a cabo uma ação moralizadora contra os “livros torpes” que enchiam as livrarias da capital, entre os quais se contava Decadência, de Teixeira, e também Canções, de António Botto. Satânica é uma “obra provocadora e atípica nas letras lusas” que, segundo a editora, “traça um estreito caminho entre a sensualidade e o sobrenatural, entre os valores morais e o inferno do pecado”.

Pela E-Primatur vai também sair, já em fevereiro, a Ficção Curta Completa, de Herman Melville, em março uma coleção de contos e novelas fantásticos de Alexandre Dumas, e no mês seguinte o segundo volume de Ficção Curta Completa, de H. G. Wells. A segunda parte da nova tradução de As Mil e Uma Noites, a primeira em português feita a partir dos manuscritos árabes mais antigos, vai ser publicada também em abril, no mês em que deverá também chegar às livrarias um volume de teatro e lírica de Luiz Vaz de Camões, que faz parte da coleção das obras completas do poeta, a primeira deste género em Portugal.