Na próxima semana, a editora Quetzal vai lançar uma nova coleção dedicada à literatura de viagens. Intitulada “Terra Incógnita”, “mais do que livros de viagens, com um formato especial”, esta vai reunir “títulos e autores que desprezam a ideia de turismo e fazem da viagem um modo de conhecimento”. Os primeiros dois livros vão chegar às livrarias no dia 8 de março.

“O relato de viagens é, provavelmente, o género literário mais comum desde o princípio dos tempos. Hoje, quando o mundo é um gigantesco ecrã onde tudo está já conhecido, a única coisa que nos resta é o espírito da viagem. Se já não vamos à procura do exótico e do belo, nem do irrepetível, esses livros transmitem uma sabedoria que nos devolve a ilusão e a alegria da viagem”, referiu a Queztal num comunicado, enviado esta quarta-feira.

Os dois primeiros livros da coleção vão chegar às livrarias no dia 8 e março, sexta-feira

Os dois livros que marcarão o arranque desta nova coleção serão Breviário Mediterrânico, de Predrag Matvejevitch, um dos mais eminentes ensaístas eslavos, e O Grande Bazar Ferroviário, do escritor norte-americano Paul Theroux.

O primeiro foi traduzido por Pedro Tamen e conta com uma introdução de Claudio Magris e um posfácio de Robert Bréchon. Obra difícil de definir, pode ser, segundo a editora, “um diário de bordo, um livro de aforismos ou de orações, um atlas, um romance ilustrado do século xx, um tratado poético-filosófico, um livro de História Antiga”. O Grande Bazar Ferroviário relatava a viagem que Paul Theroux fez de comboio entre a Europa e a Ásia. “Repleta de evocativos nomes de comboios lendários, descreve lugares, culturas e paisagens que atravessou e as pessoas fascinantes que conheceu e que o acompanharam ao longo de milhares de quilómetros”, resumiu a editora.

A Queztal anunciou também neste mês o lançamento de uma nova gramática de latim, a primeira editada em Portugal desde 1974. Concebida pelo classicista, tradutor e vencedor do Prémio Pessoa, Frederico Lourenço, a Nova Gramática do Latim vai chegar às livrarias depois dos títulos inaugurais de “Terra Incógnita”, no dia 15 de março.

Editora Quetzal vai publicar uma nova gramática de latim, um projeto de Frederico Lourenço