A Segurança Social marcou várias sessões de atendimento para o próximo dia 5 de março, terça-feira, apesar de nos últimos anos o dia de Carnaval ter sido sempre dada tolerância de ponto aos funcionários públicos. Foi isso mesmo que voltou a acontecer, este ano — a Função Pública vai ter feriado — pelo que agora os serviços da Segurança Social estão a avisar os utentes de que as sessões marcadas para esse dia foram canceladas. Segundo o Público, os reagendamentos estão a ser feitos para o mês de maio.

“Por motivo de força maior”, a sessão de pelo menos um utente foi adiada — trata-se de um cidadão que pediu reunião para saber como está o seu processo de pedido de reforma. Vai ter de esperar mais quase dois meses para ter a reunião, porque depois dessa mensagem eletrónica o utente foi contactado com uma proposta para reagendar a reunião para maio.

Estes adiamentos surgem numa altura em que chegam diariamente queixas à Provedoria de Justiça, por atraso na atribuições de pensão de reforma — em 2018 foram 920 queixas, três vezes mais do que o número de queixas em 2017. Em alguns casos os atrasos na resposta chegam a um ano, quando o limite legal é de 90 dias.