A japonesa Kane Tanaka, de 116 anos, é oficialmente a pessoa viva mais velha do mundo, anunciou este sábado o Guinness World Records. A idosa, que nasceu a 2 de janeiro de 1903, foi reconhecida em janeiro pela publicação, depois de em julho do ano passado ter morrido Chiyo Miyako, uma mulher japonesa de 117 anos de idade que detinha o recorde até então.

Segundo explica o Guinness World Records, a mulher nasceu prematura e tinha sete irmãos. Casou em 1922, com 19 anos de idade, com Hideo Tanaka, um homem que apenas conheceu no dia do casamento, e envolveu-se nos negócios do marido, que tinha uma empresa familiar de produção de arroz e massa.

Kane Tanaka, ao centro na fila da frente, com os seus irmãos (Fotografia: Guinness World Records)

Kane Tanaka vive atualmente em Fukuoka, no sul do Japão, e está bem de saúde, apesar de já ter sido alvo de várias cirurgias — incluindo uma ao cancro colorretal, que superou. Levanta-se todos os dias às 6h da manhã e gosta de estudar matemática e de jogar o jogo de tabuleiro “Othello”.

A mulher recebeu o diploma que a certifica como a pessoa viva mais velha do mundo juntamente com uma caixa de chocolates que, de acordo com a Guinness World Records, começou de imediato a comer.

Kane Tanaka durante a cerimónia na qual recebeu o certificado (Fotografia: Guinness World Records)

Kane está a seis anos de bater o recorde de pessoa mais velha de sempre, que pertence há duas décadas à francesa Jeanne Louise Calment — que morreu em 1997 com 122 anos de idade. A Guinness World Records está neste momento à procura do homem mais velho do mundo, depois de em janeiro deste ano ter morrido, aos 113 anos, o japonês Masazo Nonaka, que detinha aquele título.