Chama-se Alcarelle e é um substituto seguro para o álcool. Os efeitos são os mesmos de uma bebida com álcool, mas não tem efeitos negativos para a saúde e, na manhã seguinte, não há ressaca. Esta é, pelo menos, a promessa de David Nutt, investigador do Imperial College of London que se dedica há vários anos a desenvolver uma alternativa saudável ao álcool e que falou ao jornal The Guardian. Mas, para isso, são precisos mais de 23 milhões de euros.

Não seria ótimo se uma noite de bebida não representasse um risco para a nossa saúde e se pudéssemos acordar na manhã seguinte a sentir-nos frescos?”, lê-se no site da Alcarelle.

O cientista começou a tentar chegar a esta fórmula mágica em 1983 — à data, ainda estudante. Começou por descobrir uma espécie de antídoto para o álcool. Vinte anos mais tarde, Nutt e sua equipa de investigadores conseguiram uma substância — batizada de alcosynth — que produz uma sensação igual à intoxicação da ingestão de álcool, mas sem efeitos colaterais como náusea e enxaqueca ou outros efeitos nocivos à saúde.

A equipa ainda está, no entanto, à espera de aprovação das autoridades de saúde britânicas e a tentar angariar cerca 20 milhões de libras (cerca de 23,3 milhões de euros) para poder lançar o seu produto no mercado.

Como explicam ao jornal, a ideia não é competir com os fabricantes de bebidas alcoólicas nem que a Alcarelle se torne uma empresa de bebidas. O objetivo é antes vender alcosynth aos fabricantes de bebidas alcoólicas para que o utilizem como ingrediente ou aditivo para que, assim, o consumidor final não precise trocar de marca e continuar a consumir os seus produtos habituais.