Rádio Observador

Família Real Britânica

A rainha foi de rosa e Harry foi sem Meghan: as imagens de mais um casamento real em Windsor

302

Gabriella Windsor, prima da Rainha, casou este sábado na mesma capela onde Harry e Meghan deram o nó. Uma cerimónia sem estrelas de Hollywood, mas com a elegância típica da realeza. Veja as imagens.

Windsor, em especial a Capela de São Jorge, estará para a família real britânica como Las Vegas está para as mais excêntricas estrelas de Hollywood. Este sábado, o local recebeu o terceiro casamento real em menos de um ano: Gabriella Windsor e Thomas Kingston. Se bem se lembra, Harry e Meghan casaram lá — aliás, comemoram este domingo o primeiro aniversário da união –, bem como a princesa Eugenie, que preferiu a aragem fresca de outubro para dar o nó com Jack Brooksbank (mal sabia ela que ia enfrentar um autêntico vendaval).

O cenário, escusado será dizer, foi de sonho. A noiva subiu as escadarias, devidamente decoradas com plantas e flores, arrastando uma longa cauda bordada, para não falar no véu que era ainda mais comprido. A peça, repleta de rendas, é uma criação da Luisa Beccaria, marca italiana conduzida por duas designers. Leve e romântico, no vestido, saltaram à vista as transparências do decote e das mangas. Para completar o visual, Gabriella usou uma tiara de diamantes (que claramente não foi a mais discreta que tinha em casa) e um bouquet onde predominaram as flores brancas.

Os noivos, à saída da Capela de São Jorge © VICTORIA JONES/AFP/Getty Images

Do lado dos convidados, o habitual espetáculo de cor, a começar pela Rainha. Aos 93 anos, Isabel II exibiu um casaco da autoria de Stewart Parvin, num cor-de-rosa intenso, em perfeita sintonia com o chapéu, adornado com flores. O vestido tinha um padrão floral que só atestou a aparente boa disposição da monarca. Ao seu lado — ou melhor, atrás de si –, esteve o Duque de Edimburgo, ele que, aos 97 anos, escapou ileso de um acidente de carro em janeiro.

Entre os restantes membros da realeza britânica esteve também Harry. O duque de Sussex foi pai no início do mês e optou, este sábado, por deixar Meghan e Archie em casa. No entanto não foi sozinho. Fez-se acompanhar da atriz Sophie Winkleman, mulher de Frederick Windsor, o irmão da noiva. Curiosamente, Sophie foi um dos visuais mais marcantes da cerimónia que, marcada para o meio-dia, se pôs mesmo a jeito para o tradicional desfile de chapéus. A princesa Ana, filha da Rainha, também esteve presente. William e Kate não compareceram, mas Pippa Middleton, irmã da duquesa de Cambridge, foi com o marido, ela que é ex-namorada do noivo. Sarah Ferguson e a filha, a princesa Beatrice, também marcaram presença.

BA rainha Isabel II e o duque de Edimburgo © STEVE PARSONS/AFP/Getty Images

Mas quem é Gabriella Windsor? Bem, em primeiro lugar, é Ella para os amigos. Tem 38 anos e é filha do príncipe Michael de Kent, primo direito da Rainha. Além de uma verdadeira socialite, é diretora de uma multinacional dedicada ao branding e comunicação no mercado da América Latina. Além disso, é ainda a 51.ª na linha de sucessão ao trono britânico.

O casamento decorreu sem a pompa das anteriores cerimónias. Não houve cortejo a cavalo, tão pouco uma multidão desejosa de ver a chegada da noiva. Na fotogaleria, reunimos imagens de mais um dia de festa em Windsor.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mgoncalves@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)