O PS pode vencer as europeias com uma diferença de 10% relativamente ao PSD, de acordo com uma sondagem divulgada esta segunda-feira da Universidade Católica Portuguesa para a RTP. Com 23%, o PSD pode ter, aliás, a pior votação de sempre em eleições nacionais. Já o Bloco de Esquerda seria a terceira lista mais votada (9%). A CDU e o CDS-PP surgem logo depois, com 8% das intenções de voto respetivamente.

Segundo a mais recente sondagem, com 33% dos votos, o PS elegerá 8 a 9 eurodeputados, enquanto o PSD consegue 5 ou 6 mandatos. Desta forma, o PS poderá eleger mais um eurodeputado do que o que tem atualmente. Em contrapartida, o PSD poderá perder um parlamentar. A mesma sondagem revela também que o resultado do PS será ligeiramente superior ao das eleições europeias de 2014, quando Francisco Assis obteve 31,46% dos votos pelo PS. Na altura, um resultado que António Costa considerou “poucochinho”, o que levou a uma disputa pela liderança do partido.

A sondagem indica também a possibilidade de PAN e Aliança poderem eleger um eurodeputado, alcançando 3% dos votos cada um. Entrariam, assim, pela primeira vez no Parlamento Europeu.

BE, CDU e CDS conseguiriam, cada um, dois mandatos. BE e CDS-PP teriam, assim, mais um eurodeputado cada um do que atualmente. Por outro lado, a CDU perderia um. No total, Portugal elege 21 eurodeputados.

A sondagem da RTP/Católica diz ainda que os restantes partidos, em conjunto, alcançariam 6% dos votos. Este valor seria superado pelo número de votos em branco/nulo, que representam 7%.