Lifestyle

Vamos tornar a (nossa) casa mais sustentável?

Em Portugal, 9 em cada 10 pessoas acredita que cada um de nós tem a responsabilidade de contribuir para a sustentabilidade. Um número fantástico, quando existem ações simples que todos podemos fazer.


Mas, assim sendo, o que falta? A verdade é que, apesar da preocupação com o tema, as pessoas identificam dois principais obstáculos no que diz respeito a ter comportamentos mais sustentáveis.

O primeiro tem a ver com a indisponibilidade para pagar mais por produtos que tenham essas caraterísticas, apesar de sentirem a responsabilidade. De facto, a sustentabilidade dever ser acessível a todos – é para isso que trabalhamos, todos os dias, na IKEA.

Desde o início que a sustentabilidade faz parte da forma como trabalhamos e pensamos as nossas soluções de mobiliário e decoração. Quando criamos os nossos produtos, é fundamental que eles tenham uma função, que sejam bonitos (para vários gostos!), tenham qualidade e sejam feitos de uma forma responsável, pelas matérias primas utilizadas, ou pela função que têm, sempre a um preço acessível à maioria das pessoas.

A segunda dificuldade, tem a ver com a necessidade de informação: os nossos clientes dizem-nos que não conhecem e não percebem o impacto real das ações que podem fazer em casa. Enquanto especialistas, temos a oportunidade de inspirar e ajudar os nossos clientes a ter uma vida em casa mais amiga do planeta e também no seu orçamento familiar. E pusemos mãos à obra.

Atividades para famílias e um Bazar IKEA já este fim de semana

E é por sentirmos esta responsabilidade que apresentamos a iniciativa “Um mundo melhor começa em casa”, com um fim de semana (25 e 26 de maio) totalmente dedicado a este tema.

A verdade é que teremos, nos parques de estacionamento das nossas cinco lojas em Portugal, um evento muito especial para ajudar os nossos clientes a prolongar a vida de produtos que têm em casa e de que já não precisam: o BAZAR IKEA, uma venda de artigos de decoração em segunda mão.

Este fim de semana inclui ainda atividades que destacam comportamentos e soluções para a casa, funcionais e acessíveis, para contribuir para um impacto positivo no planeta e nas poupanças familiares – separação de resíduos, poupança de água, eficiência e redução do consumo energético e à redução do desperdício alimentar e de matérias primas e consumo responsável.

Nestes dias, todas as nossas lojas – Alfragide e Sintra, Loures, Matosinhos, Braga, Loulé – vão dinamizar workshops para pequenos e graúdos descobrirem mais sobre sustentabilidade. Todas as atividades são gratuitas e exclusivas para membros IKEA Family, através de inscrição no nosso site.

Porque um mundo melhor começa nas nossas casas.

Este conteúdo é da autoria da IKEA.

Saiba mais em https://observador.pt/seccao/observador-lab/ikea-inspira/

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Conteúdo produzido pelo Observador Lab. Para saber mais, clique aqui.
Partilhe
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: obslab@observador.pt
Serviço Nacional de Saúde

Conversa da obstreta /premium

José Diogo Quintela

Como é que Costa acha que vão reagir os condutores de ambulâncias quando começarem a ser agredidos por grávidas irritadas, às voltas em Lisboa à procura da urgência que calha estar aberta naquele dia?

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)