Rádio Observador

Futebol

Como Bruma escapou ao FC Porto e aceitou o PSV: a visita relâmpago, a reunião de madrugada e os três milhões limpos

596

O avançado de 24 anos era dado como praticamente certo no FC Porto até às primeiras horas desta quarta-feira. O PSV veio a Lisboa, convenceu Bruma e o empresário e o jogador vai mesmo para a Holanda.

O avançado português marcou apenas três golos na passada temporada

AFP/Getty Images

Desde o final da semana passada até esta terça-feira, os principais jornais desportivos portugueses e alemães davam como quase certa a ida de Bruma para o FC Porto. Todos apontavam como fulcral o desejo do jogador de 24 anos de regressar a Portugal, depois de ter deixado o Sporting em 2013 para se juntar ao Galatasaray, num processo complicado, demorado e com uma intervenção forte do empresário do avançado. Seis anos depois, tudo apontava para a mais do que provável saída de Bruma do RB Leipzig para se juntar aos dragões.

Esta quarta-feira, quando alguns jornais ainda puxam o assunto para as capas e incluem o jovem jogador no novo xadrez azul e branco que Sérgio Conceição terá de montar na próxima temporada, o desmoronar do negócio com o FC Porto é tido como garantido na imprensa holandesa, que coloca Bruma no PSV Eindhoven. Segundo o De Telegraaf, os representantes do clube holandês empreenderam uma operação relâmpago que incluiu uma viagem a Lisboa na madrugada desta quarta-feira para convencer o internacional português a rumar ao PSV. A indicação ganhou força com uma imagem que surgiu nas redes sociais e que mostra Bruma acompanhado por Peter Fossen, administrador financeiro do clube holandês, e John De Jong, o diretor de scouting.

A reunião entre os dois elementos da estrutura do PSV, Bruma e o empresário do jogador, Catio Baldé, terá decorrido numa unidade hoteleira de Lisboa durante a noite — segundo o jornal A Bola, o ainda avançado do RB Leipzig terá deixado cair o princípio de acordo com o FC Porto e o regresso a Portugal devido às garantias financeiras oferecidas pelo PSV, que terá assegurado que Bruma vai ganhar os mesmos três milhões de euros anuais que recebe atualmente na Alemanha. O valor da transferência, esse, será o mesmo que os dragões ofereciam: 15 milhões de euros. A cúpula do FC Porto terá sido apanhada de surpresa nas primeiras horas desta quarta-feira, já que a transferência do avançado de 24 anos estava praticamente fechada e assegurada.

Bruma vai chegar ao PSV, segundo classificado da Liga holandesa na temporada que agora terminou, para colmatar as eventuais saídas de Hirving Lozano e Steven Bergwijn. O clube de Eindhoven é treinado por Mark van Bommel, antigo internacional holandês, e tem nas fileiras Luuk de Jong e Dumfries, que estiveram na Liga das Nações com a seleção holandesa, e ainda o veterano Afellay, que representou o Barcelona entre 2010 e 2015. Na época passada, Bruma esteve presente em 27 jogos para todas as competições do RB Leipzig e marcou apenas três golos, tendo ainda assim contribuído para o terceiro lugar do clube na Liga alemã que vale a qualificação direta para a Liga dos Campeões da próxima temporada.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mfernandes@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)