A 17 de novembro de 1969, um rapaz inglês de 13 anos escreveu uma carta e lançou-a ao mar dentro de uma garrafa. Contou que estava a bordo de um navio de migrantes e fez um pedido: quem encontrasse a mensagem deveria contactá-lo. Deixou uma morada e um nome: Paul Gilmore. Foram precisos 50 anos, mas a carta foi finalmente encontrada e, depois de tanto a garrafa como a história percorrerem o mundo, o autor também foi descoberto.

Paul e Jyah Elliot, pai e filho, encontraram a garrafa na terça-feira enquanto pescavam ao largo da costa australiana. Decidiram encontrar Paul Gilmore e divulgaram a história e conseguiram o que quer

A ABC anunciou esta quinta-feira que localizou a irmã de Paul Gilmore, Annie, através de familiares no Reino Unido e na Austrália e também pela morada com a qual Paul assinou a carta. A irmã do rapaz — hoje com 63 anos — disse que Gilmore está atualmente em alto mar. Ou seja, ainda não sabe que a sua carta perdida foi encontrada. “Ele vai adorar. Isto é fantástico, isto é incrível”, comentou Annie.

Paul e a família seguiam a bordo do Fairstar, um barco que ficou famoso nos anos 60 por transportar migrantes do Reino Unido para a Austrália. Os Gilmore viveram na Austrália até 1973 e depois voltaram para casa, no Reino Unido.

Sou de Inglaterra e estou a viajar para Melbourne. Estamos a 1.000 milhas de Fremantle, oeste da Austrália. Por favor respondam”, lê-se na mensagem.

O rapaz terá deitado a garrafa ao Oceano antes de chegar a Melbourne. Annie descreve a viagem no navio como uma “aventura”. “Era a primeira vez que íamos ao estrangeiro e mal podíamos esperar para ter uma nova vida na Austrália”, lembrou a mulher.

Jyah, de apenas nove anos, encontrou a garrafa numa duna perto da Praia Talia na terça-feira, enquanto o seu pai pescava. Os pais do rapaz contaram que Jyah estava “maravilhado” com a descoberta.

How incredible is this?! They found a message in a bottle! ??Paul Elliott & his son Jyah found a 50-year-old message…

Posted by ABC Adelaide on Tuesday, July 16, 2019

E esta pode não ser a única garrafa de Paul a ser descoberta. Annie conta que se lembra de ver o irmão mais velho a escrever cartas e a metê-las em garrafas. “Ele enviou seis. Por isso, é bom que uma tenha sido encontrada”, comentou. David Gilmore, que na altura tinha quatro anos, também tem bem presente na memória a imagem do seu irmão a escrever.

Estou a olhar para a mensagem agora e… sim. Consigo perceber que se trata da letra do meu irmão. Estou maravilhado”, expressou David.

Jyah já tinha escrito e enviado uma carta para a morada referida na mensagem, antes ser noticiado que o autor foi descoberto. A família Gilmore afirmou que, quando Paul regressar da sua viagem, Jyah vai receber uma resposta. E, desta vez, a carta pode não demorar tanto a chegar ao seu destinatário.