Alert, no Canadá, é o lugar permanentemente habitado mais setentrional do planeta, e no passado domingo alcançou os 21 graus centígrados, escreve o El País. Isto é significativo se se considerar que em Alert — que se encontra a menos de 900 quilómetros do Pólo Norte — a temperatura média para o mês de julho tende a ser 3,4 graus (a máxima é de 6,1 graus).

Trata-se, portanto, do recorde máximo de calor para o verão boreal desde que há registo, segundo informou na passada quarta-feira o instituto de meteorologia canadiano. Alert, continua o jornal espanhol, é uma base militar estabelecida para intercetar comunicações russas e dispõe de uma estação meteorológica desde 1950. Ali vivem menos de 100 pessoas, entre militares e civis, sendo que a cidade mais próxima é Toronto, a mais de 4 mil quilómetros de distância.

Se no domingo a temperatura alcançou os 21 graus, no dia anterior os termómetros marcavam os 20 graus, o que era, até então, o recorde máximo (estabelecido a 8 de julho de 1956). “É um recorde absoluto, nunca o tínhamos visto”, declarou à agência AFP Armel Castellan, meteorologista do Ministério do Meio Ambiente do Canadá, que considera estes dados “impressionantes” do ponto de vista estatístico e mais uma prova do aquecimento global.