O presidente dos EUA anunciou que as conversações com os Talibãs no Afeganistão estão “mortas” depois de terem caído por terra na semana que passou. “Estão mortas. Estão mortas. Tanto quanto sei, estão mortas”, adiantou Donald Trump quando questionado sobre o assunto esta segunda-feira, avança a AP, confirmando um cenário que se foi traçando nos últimos dias.

Recorde-se que há quase um ano que o enviado dos EUA àquele país, Zalmay Khalilzad, tem conduzido as negociações com o braço político dos Talibãs em Doha, Qatar, sendo que aquele que se apresentava como um acordo iminente que poria fim à mais longa guerra em que os EUA estiveram envolvidos — com este volte face, descreve a agência de notícias, “os insurgentes prometem derramar mais sangue”. Foi aliás no Twitter, este sábado, que Trump revelou que havia cancelado o encontro que estava agendado com os talibãs e os líderes afegãos em Camp David.