Desde 2013 que o Santa Casa Alfama é o único festival inteiramente dedicado à canção nacional que é Património Imaterial da Humanidade, sendo motivo mais do que suficiente para sair de casa e viver uma espécie de Santo António musical. Aqui, o fado regressa às suas origens e em cada esquina do típico bairro lisboeta é possível cruzar-se com o som da guitarra portuguesa ou pedaços de poesia nacional. Durante dois dias será celebrado o fado no seu estado mais puro em locais simbólicos, num calendário que inclui mais de 50 concertos, distribuídos por 12 palcos, cuja programação junta vozes consagradas e artistas emergentes.

Esta sexta-feira vão passar pelo palco principal Ana Moura — fadista que, depois do premiado Desfado, está agora a gravar um novo álbum – Marco Rodrigues, que convida Marisa Liz e Tiago Pais Dias, da banda Amor Electro, e a jovem revelação fadista Sara Correia. “Um Fado ao Pôr do Sol” é o momento protagonizado por Ângelo Freire com a Banda da Força Aérea de Lisboa e o Clube de Fado de Mário Pacheco, no Rooftop do Terminal de Cruzeiros de Lisboa. Já no restaurante do Museu do Fado vai poder ouvir Inês Vilela e 10 fadistas amadores, mas atente à fachada do edifício, pois será projeto um video-mapping em cada um dos dias do festival.

O fado chegará também às escadinhas de São Miguel, onde ecoarão as vozes de Lenita Gentil e Pedro Moutinho. Do Porto chegam Adriana Paquete, Francisco Moreira, Pedro Ferreira e Soraia Correia, com concertos na Igreja de Santo Estêvão, e no palco dedicado aos novos talentos, Ana Moura apresenta Beatriz Felizardo, Beatriz Silva e Inês Pereira.

João Só desenhou um espetáculo único para o primeiro dia do Santa Casa Alfama, onde propõe uma roupagem mais clássica das suas canções pop-rock e uma aproximação mais atual a alguns clássicos da música nacional. Para isso, o músico convidou Carlos Leitão, Pedro Flores e Zé Maria Souto Moura para estarem consigo no palco EDP. Também Cláudia Picado terá um convidado especial, Tozé Brito. Com ele apresentará, num dueto inédito, “Café dos Teus Olhos”, o tema composto pelo próprio especialmente para a fadista.

Ricardo Ribeiro, que este ano editou um disco fora do registo dos fados com o pianista João Paulo Esteves da Silva e o percussionista Jarrod Cagwin (intitulado Respeitosa Mente), Kátia Guerreiro e uma homenagem a Amália Rodrigues, numa altura em que assinalam os 20 anos da sua morte, protagonizada por um trio de fadistas composto por Tânia Oleiro, Diamantina Rodrigues e Gonçalo Salgueiro são alguns momentos que darão vida ao palco principal no sábado, dia 28. No mesmo cenário, Gisela João irá dar um concerto surpresa, com hora e local a serem revelados perto do momento do espetáculo.

Quando o sol se puser, suba ao rooftop para ouvir o fadista, compositor e letrista Jorge Fernando ou assista o desfile da Marcha da Santa Casa pelas ruas de Alfama, a partir das 18h30. Marco Oliveira e Isabelinha levam a música ao Auditório Abreu Advogados, já Ricardo Ribeiro apresenta no palco Santa Casa Futuro os novos timbres de José Geadas, Maria Passarinho e Tiago Correia.

Os bilhetes estão à venda, variam entre os 15€ e os 35€, e pode ver toda a programação aqui.