Pep Guardiola tomou uma posição pública para defender o português Bernardo Silva, que está acusado de conduta imprópria por um tweet alegadamente racista, e agora também pode enfrentar um castigo. As declarações do treinador do Manchester City estão a ser analisadas pela Federação Inglesa de Futebol, noticia a Sky Sports.

Segundo o mesmo órgão de comunicação social, ainda não é certo se será aplicado um castigo ao espanhol ou se as suas declarações vão servir para reunir mais provas no caso contra Bernardo Silva. Na origem da polémica está uma fotografia que o internacional português publicou no Twitter, comparando Mendy a um Conguito, mascote de uma marca de chocolate.

“Bernardo é uma das pessoas mais adoráveis que já conheci na minha vida. Fala cinco línguas e essa é a melhor forma de entender como ele tem mente aberta. Um dos seus melhores amigos é Mendy, é como um irmão para ele”, disse Pep Guardiola numa conferência de imprensa, quando questionado sobre o caso. O técnico campeão inglês disse também, em defesa do seu jogador, que, de facto, Mendy tem algumas semelhanças com a imagem do Conguito.

Para além de Guardiola, outras figuras do futebol saíram em defesa de Bernardo Silva, como o companheiro de equipa Raheem Sterling e o antigo internacional e figura do Liverpool John Barnes.

A acusação surgiu na quarta-feira e o internacional português tem agora uma semana para apresentar mais uma vez a sua defesa e tentar evitar qualquer castigo.