A greve dos tripulantes de cabine da SATA Internacional-Azores Airlines registou esta sexta-feira de manhã uma adesão entre os 70 a 80%, disse à agência Lusa fonte sindical, enquanto a empresa fez saber que já foram cancelados alguns voos.

A fonte do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) adiantou à Lusa que “dos oito voos previstos para esta manhã apenas se realizaram três, sendo que um deles é um voo obrigatório” de “serviços mínimos”. SNPVAC apresentou à companhia aérea açoriana um pré-aviso de greve para esta sexta, sábado, domingo e segunda-feira. Contactado pela Lusa, o porta-voz da SATA adiantou que, devido à greve, “já foram hoje canceladas as ligações Ponta Delgada/Praia (Cabo Verde)/Ponta Delgada, Lisboa/Ponta Delgada e Lisboa/Terceira/Lisboa”.

António Portugal, garantiu, no entanto, que “os passageiros destas ligações canceladas estão a ser reencaminhados em outros voos da companhia aérea açoriana e de outras companhias”, salientando ainda que “alguns voos programados estão sendo efetuados”. O porta-voz da SATA disse ainda que, “ao final do dia de hoje”, a companhia “fará um balanço dos voos e passageiros afetados”.

Na sequência do pré-aviso de greve, a SATA Internacional-Azores Airlines acionou o seu plano de contingência, referindo que a paralisação poderá afetar as ligações áreas com atrasos ou cancelamentos.

A transportadora aérea SATA Internacional-Azores Airlines acionou o plano de contingência para situações desta natureza, admitindo que possam vir a ser afetadas, por atrasos ou cancelamentos, as ligações aéreas previstas para o referido período”, refere o comunicado.

Segundo a companhia, será apenas garantida a realização de ligações que se encontram abrangidas pelos serviços mínimos obrigatórios, nomeadamente entre o continente e as ilhas do Faial, Pico e Santa Maria, bem como o voo Boston/Ponta Delgada/Praia (hoje), dado que teve início antes do período de greve.

As duas ligações previstas para o período em questão, designadamente as ligações para Frankfurt, Boston, Toronto, Praia, Porto, Lisboa e Funchal podem sofrer atrasos ou cancelamentos, segundo a companhia.

Com o objetivo de minimizar os constrangimentos nos próximos dias, a transportadora aérea está a contactar os passageiros cujas ligações possam estar em risco, apresentando soluções alternativas, sempre que estas existam.

No entanto, a SATA aconselha que os passageiros que têm reservas efetuadas para o período em questão peçam para alterar a sua viagem para data posterior, sem custos adicionais, ou pedir o reembolso da mesma.