O McDonald’s Portugal removeu esta semana dos seus restaurantes uma série cartazes de promoção a um gelado alusivo à tradição anglófona do Halloween, pedindo desculpa por ter utilizado uma referência ao massacre que ocorreu na Irlanda do Norte em 1972 e que ficaria conhecido como Domingo Sangrento, um dos momentos mais marcantes do conflito irlandês.

No cartaz de promoção ao gelado lia-se “Sundae Bloody Sundae”, um trocadilho com a canção da banda irlandesa U2 “Sunday Bloody Sunday”, escrita na década de 80 para recordar o massacre, que resultou na morte de 14 manifestantes católicos pelo exército britânico. O cartaz foi fotografado e divulgado nas redes sociais por várias pessoas, o que acabou por chamar a atenção para o caso — que chegou inclusivamente à imprensa internacional.

Em declarações à imprensa, o McDonald’s Portugal reconheceu o erro, classificando a campanha como uma “ativação local” destinada a “promover a gama de galados Sundae e celebrar o Halloween”. A empresa acrescenta que “nunca teve o intuito de estabelecer qualquer ligação a eventos históricos ou, de alguma forma, insultar alguém”. “Lamentamos, sinceramente, qualquer ofensa que esta ativação possa ter causado. O material desta ativação local já foi removido dos restaurantes”, afirmou a marca norte-americana.